Abordagem holística é tendência em graduações da área de Saúde Vice-diretor da FCM/Santa Casa é entrevistado

Compartilhar :

Hoje considerado essencial nos cursos de Saúde, o atendimento integral e humanizado ganha um impulso com novas tecnologias. Para que ambos se complementem, ao invés de se excluir, as faculdades precisam preparar alunos com base em princípios éticos, capacidade de diferenciar informações verdadeiras e falsas e muito conhecimento da realidade em que vão atuar.

Segundo o vice-diretor do curso de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, José Eduardo Lutaif Dolci, o médico atual tende a ser generalista. “O profissional deve ter uma visão ampla da Medicina, até porque transita em vários ambientes”, explica.

“Deve estar apto para atuar em situações de complexidades diversas, sempre tendo uma visão próxima ao paciente, sendo capaz de transmitir a segurança de um tratamento humanístico e tecnicamente impecável.” O professor destaca que o aluno deve ser capaz de lidar com as informações disponíveis na internet. “A democratização das informações é clara, e o papel da faculdade e do egresso é fazer uma intermediação entre o que é certo e errado”, afirma.

Leia reportagem completa.

63 visualizações

Compartilhar :