Exercícios trazem benefícios para mulheres no climatério com osteoporose Artigo é publicado na revista Arquivos Médicos da FCM/Santa Casa

Compartilhar :

Após a realização de um programa de exercícios supervisionado, as mulheres com osteoporose no período do climatério demonstraram satisfação e benefícios na postura, disposição e socialização. Essa é a conclusão de artigo publicado na revista Arquivos Médicos dos Hospitais e da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

O objetivo da pesquisa foi compreender a percepção de mulheres no período do climatério, após três meses do início de um programa de exercício físico supervisionado e após um ano do término. O estudo foi realizado através da análise de conteúdo de entrevistas semi-estruturada, sendo uma para cada momento, com sete mulheres com idade ≥ 65 anos, com diagnóstico de osteoporose e que realizaram um programa de exercícios ambulatorial supervisionado.

Os resultados mostraram 100% de satisfação das mulheres com o programa. Em relação aos benefícios de atividade física e mudanças observadas após o programa, 71,4% relatam melhora na disposição, 42,8% na postura, 28,5% diminuição da dor, 14,2% melhora do sono e socialização e 14,2% redução do peso corporal. Após um ano do término do programa, a falta de manutenção e adesão à prática de atividade física foi relatada por todas as participantes.

O artigo “A percepção de mulheres com osteoporose no período do climatério em relação a um programa de exercício físico”, de Simoni Teixeira Bittar, Cláudia Tozato, Nilza Aparecida de Almeida Carvalho, Héglynn de Souza Franca e Cláudio Santili, está acessível, na íntegra e gratuitamente, em http://arquivosmedicos.fcmsantacasasp.edu.br/index.php/AMSCSP/article/view/153/159

78 visualizações

Compartilhar :