Professora é homenageada por dedicação de mais de quatro décadas ao ensino de enfermagem Maria de Lourdes Sylvestre Mahl foi lembrada como profissional e amiga pelos professores da FCM/ Santa Casa de SP em cerimônia de agradecimento

Compartilhar :

Familiares, professores, funcionários, alunos, ex-alunos e a diretoria da Faculdade e da Fundação prestigiaram a professora. Clique na imagem para ver mais fotos.

“Ela é uma das melhores lições que aprendi nos 54 anos que aqui estou”. Esta foi uma das frases marcantes do discurso do Prof. Dr. Décio Cassiani Altimari, docente mais antigo da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Santa Casa de São Paulo, durante a cerimônia de homenagem à Profa. Dra. Maria de Lourdes Sylvestre Mahl. Depois de 44 anos de docência em enfermagem na instituição, a professora aposenta-se este ano.

Em agradecimento às suas contribuições para a formação de centenas de alunos de medicina e enfermagem, um evento especial foi preparado pela Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho (FAVC) e pela FCM/Santa Casa de SP. Realizada no dia 30 de novembro, a homenagem reuniu dezenas de pessoas que foram impactadas positivamente pela trajetória de Maria de Lourdes nas áreas profissional e pessoal. Familiares, professores, funcionários, alunos, ex-alunos e a diretoria da Faculdade e da Fundação prestigiaram a professora, lotando o espaço reservado à solenidade, no quarto andar do prédio novo da FCM/Santa Casa de SP.

Em 1974, Maria de Lourdes assumiu a coordenação do ensino de enfermagem na faculdade, disciplina do então Departamento de Medicina Social, hoje denominado Departamento de Saúde Pública. Durante estas quatro décadas, acompanhou o aprendizado dos calouros de medicina que, logo no início de seus estudos, mantêm contato com os pacientes. Este percurso foi detalhado pelo professor Décio, que finalizou seu discurso ressaltando a ênfase dada por Maria de Lourdes à prática humanizada da profissão.

“Entre as muitas histórias que tenho sobre ela, destaco a de um aluno do segundo ano de medicina que salvou uma vida. No caminho às aulas, ele encontrou um senhor de meia idade semiconsciente, caído ao chão. O estudante aproximou-se, ajeitou seu corpo, elevou a cabeça fazendo uma almofada com seu jaleco, certificou-se do pulso, deduziu a temperatura, apalpou cá e lá, fez massagem cardíaca e respiração boca-a-boca. Depois, pediu ajuda para levá-lo até o pronto-socorro da Santa Casa, onde, atendido, o paciente melhorou e teve alta. Perguntado sobre de onde viera tanta iniciativa, ele me disse: ‘ah, professor fiz apenas o que a professora Maria de Lourdes me ensinou no ano passado’.”

A história da professora, que se entrelaça com a da FCM/Santa Casa de SP, também foi contada pelo Prof. Dr. José da Silva Guedes, titular do Departamento de Saúde Coletiva. E, como o professor Décio, ele frisou o lado humano da homenageada. “O seu cuidado com os alunos sempre caminhou junto com o cuidado que ela dispensou aos seus colegas de trabalho. Ela sempre esteve ligada a todos, disposta a ajudar, como um fio agregador”, lembrou.

Durante o evento, Guedes entregou à Maria de Lourdes uma placa de homenagem, juntamente com o Prof. Dr. Paulo Carrara de Castro, diretor da FCM/Santa Casa de SP; e com o Prof. Dr. Manoel Carlos Sampaio de Almeida Ribeiro, chefe do Departamento de Saúde Coletiva.  “Agradeço a todos por lembrarem tantas coisas sobre mim. Asseguro que ingresso muito feliz nesta nova fase de minha vida”, disse a professora Maria de Lourdes, que também salientou a importância da formação de profissionais dedicados e humanos.

Saiba mais: 

Leia a íntegra do discurso do professor Décio Cassiani Altimari

Veja depoimento da homenageada ao Projeto Santa Memória:
http://santamemoria.org.br/profa-maria-de-lourdes-sylvestre-mahl/

309 visualizações

Compartilhar :