Notícias FCMSCSP

Área Restrita

Suicídio é um dos poucos transtornos psicológicos que podem ser prevenidos

Suicídio é um dos poucos transtornos psicológicos que podem ser prevenidos

Autoridades de saúde dos EUA informaram, neste mês de junho, que houve uma alta expressiva em taxas de suicídio pelo país desde o início do século e pediram uma abordagem abrangente no tratamento da depressão.

A questão nos Estados Unidos levanta a discussão sobre a necessidade de tratamentos mais eficientes para a depressão, com pesquisadores dizendo que é uma área complicada de desenvolvimento que foi amplamente abandonada pelas grandes empresas farmacêuticas.

Para Guilherme Messas, Professor e Coordenador do Programa de Duplo Diagnóstico em Álcool e Outras Drogas da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, embora ninguém saiba ao certo os motivos que levam a atos suicidas, é fundamental destacar que o suicídio é um dos poucos transtornos psicológicos que podem ser prevenidos.

“A prevenção do suicídio, no entanto, não depende de uma bala mágica, que impeça de uma vez por todas as tentativas ou mesmo os pensamentos suicidas. Embora o ato suicida seja frequentemente associado a transtornos mentais, como depressão crônica, alcoolismo e comportamentos impulsivos (estes, principalmente em jovens), sua prevenção passa pela atuação conjunta de enfermeiros, médicos, psicólogos, psiquiatras, família e a comunidade”, diz Messas.

“A atuação rápida diante de um ato suicida é fundamental, tanto na etapa aguda de tratamento, como, posteriormente, no encaminhamento da pessoa com tentativa suicida a um tratamento psicológico ou grupo de apoio. Por fim, é imprescindível dizer que geralmente quem comete suicídio manifesta ideações antes de fazê-lo; portanto, se deve, como princípio geral, sempre acreditar nas ideações suicidas e procurar auxiliar qualquer pessoa com esse tipo de pensamento”, conclui.

Fonte: Prof. Dr. Guilherme Messas, Psiquiatra especialista em Álcool e Drogas, é Professor e Coordenador do Programa de Duplo Diagnóstico em Álcool e Outras Drogas da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. É Coordenador da Câmara Temática Interdisciplinar sobre Drogas do Conselho Regional de Medicina de São Paulo. Contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.