Oficina de Capacitação BrCAST na FCM/Santa Casa Evento, parceria entre a FCMSCSP e o Ministério da Saúde, capacitou profissionais que atuam na área de microbiologia

Compartilhar :

Fotos disponíveis para download no Flickr da FCM/Santa Casa de SP

A 8ª OFICINA DE CAPACITAÇÃO BRCAST – Aplicando as normas do BrCAST na rotina do laboratório ocorreu dia 11 de Dezembro de 2019, das 8h30 às 17 h, na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP), localizada na Rua Cesário Mota Junior 112, 1º Andar.

O evento, uma parceria entre a FCMSCSP e o Ministério da Saúde (MS), visa capacitar profissionais que atuam na área de microbiologia clínica na implementação das normas do BrCAST para interpretação dos testes de sensibilidade aos antimicrobianos nos laboratórios públicos e privados. Essa implementação foi normatizada em dezembro de 2018 pelo ministério da Saúde através da Portaria nº64.

É importante ressaltar que o teste de sensibilidade a antimicrobianos também chamado antibiograma é um dos testes mais importantes realizados pelos laboratórios de microbiologia, pois é ele quem vai dizer se a bactéria é sensível ou resistente ao antibiótico prescrito para o tratamento de uma infecção.

Bons laboratórios seguiam as recomendações dos Comitê europeu (EUCAST) ou americano (CLSI), mas a maioria não seguia norma nenhuma ou se pautava por normas desatualizadas. Para resolver essa situação, o Ministério da Saúde nomeou um grupo de trabalho em Testes de Sensibilidade para estudar qual recomendação seria mais adequada para implementação nos laboratórios brasileiros. Esse grupo de trabalho era constituído por representantes de várias sociedades, incluindo a SBI (Sociedade Brasileira de Imunologia.

Esse grupo de trabalho estudou três possíveis adoções: 1. Guideline americano (CLSI), 2. BrCAST/EUCAST e 3. Modelo híbrido. Após vários encontros, foi decido que as recomendações do BrCAST deveriam ser adotadas no país. Isto resultou na mencionada Portaria nº 64 do MS de 11/12/2018, publicada em 14/12/2018.

Pela portaria, os laboratórios teriam um ano para implementar as recomendações do BrCAST/ EUCAST, ou seja, dia 14/12/2019, próximo sábado.

Essa implementação representa um ganho imenso ao país, porque, quando alguém tem uma infecção, o médico necessita se valer de um resultado confiável. Isso pode fazer a diferença no tratamento de um  paciente. Para ter ideia de sua abrangência, o documento do BrCAST que ensina como realizar o antibiograma pela técnica de disco-difusão tem mais de 15 mil downloads.

Participaram da abertura do evento Carla Freitas, Coordenadora Geral de Laboratórios de Saúde Pública do Ministério da Saúde; André Mario Doi, Médico Patologista Clínico Setor de Microbiologia do Hospital Israelita Albert Einstein e Coordenador Geral do BrCAST; e Dra Marines Dalla Valle Martino, Coordenadora Médica do Setor de Microbiologia do Laboratório do Hospital Albert Einstein e Professora da FCMSCSP.

Mais informações: https://doity.com.br/8-oficina-de-capacitacao-do-brcast–santa-casa-de-sao-paulo–sp

 

119 visualizações

Compartilhar :