Psicopatologia e Saúde Pública

Sobre o curso

O Curso de Pós-graduação em Psicopatologia e Saúde Pública da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo tem como principal objetivo fundamentar e estabelecer um campo de diálogo entre a psicofarmacologia, a psiquiatria e a psicanálise sobre as formas de diagnóstico e tratamento do sofrimento psíquico, oferecendo instrumentos teóricos e práticos para a pesquisa, a intervenção e o ensino na área da saúde mental e respectivas políticas públicas.

Público Alvo

  • Médicos, psicólogos, pedagogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, enfermeiros, advogados, gestores do SUS, trabalhadores da rede pública e outros profissionais da saúde, da justiça e da educação ligados à saúde mental.

Vagas

  • 50

Processo Seletivo

  • Análise curricular e entrevista

Carga Horária Total

  • 490 horas

Duração do Curso

  • 16 meses

Horário

  • Aulas: às segundas e quintas-feiras, das 19 h às 22h30.
  • Atividades presenciais em equipamentos de saúde mental pública: quartas-feiras, das 14 h às 17 h, até o cumprimento da carga horária requerida (8 encontros ao longo do ano letivo).

Processo seletivo 2019

  • Inscrições no site: 15/10/2018 a 26/2/2019
  • Taxa de inscrição: R$ 350
  • Entrevista: encaminhar curriculum até 26/2/2019 para psicopatologia@uol.com.br
  • Resultado do Processo Seletivo aqui.
  • Período de matrícula: 8/3/2019, das 9 h às 16 h
  • Início das aulas: 11/3/2019, às 19 h
  • Investimento: 16 parcelas de R$ 790
  • Desconto: 15% para funcionários públicos da área da Saúde Mental e associados do Sindicato dos Psicólogos

Documentos exigidos para a matrícula

  • Cópia do RG, CPF;
  • Cópia da carteira do Conselho Regional da categoria profissional;
  • Cópia frente e verso do Diploma de Graduação ou Certificado de conclusão de curso superior (não será aceito documento com pendência de colação de grau);
  • Uma foto 3×4;
  • O pagamento da Primeira Mensalidade deverá ser realizado no ato da matrícula. As demais mensalidades terão vencimento no dia 10 dos meses subsequentes.

A FCMSCSP reserva-se o direito de não formar turmas, caso não seja atingido o número mínimo de alunos matriculados por curso.

Objetivos

O Curso de Especialização em Psicopatologia e Saúde Pública promovido pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo tem como principal objetivo fundamentar e estabelecer um campo de diálogo entre a psicofarmacologia, a psiquiatria e a psicanálise sobre as formas de diagnóstico e tratamento do sofrimento psíquico, oferecendo instrumentos teóricos e práticos para a pesquisa, a intervenção e o ensino na área da saúde mental e respectivas políticas públicas.

O processo seletivo é formado por análise curricular e entrevista.

INSCRIÇÕES
Até 26/2/2019, no site de Pós-Graduação em Psicopatologia e Saúde Pública da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Informações gerais

DURAÇÃO E CARGA HORÁRIA:
16 meses – 490 horas/aula.

DIAS DAS AULAS:
Às segundas e às quintas-feiras, das 19h às 22h30.

ATIVIDADES PRESENCIAIS EM EQUIPAMENTOS DE SAÚDE MENTAL PÚBLICA:
Às quartas-feiras, das 14h às 17h, até o cumprimento da carga horária requerida (8 encontros ao longo do ano letivo).

PRÉ-REQUISITO: Graduação em curso superior reconhecido pelo Conselho Nacional de Educação.

PÚBLICO-ALVO: Médicos, psicólogos, pedagogos, assistentes sociais, terapeutas ocupacionais, enfermeiros, advogados, gestores do SUS, trabalhadores da rede pública e outros profissionais da saúde, da justiça e da educação ligados à saúde mental.

LOCAL: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo
Rua Dr. Cesário Motta Jr., 61
Vila Buarque – CEP 01221-020
São Paulo – SP.

OUTRAS INFORMAÇÕES:
Segunda a sexta-feira, das 9:30hs às 13h30
Tel.: (11) 5052-7967
psicopatologia@uol.com.br
www.psicopatologia.psc.br

Estrutura curricular

Curso de especialização

Clique sobre o título da disciplina para abrir as informações sobre o conteúdo e o docente da mesma.

Atividades suplementares (ao longo do ano letivo)

– Estudos Individuais

– Colóquios e Semináios sobre Psicopatologia e Saúde Mental Pública

– Monografia

– Álcool e Drogas na Saúde Pública Hoje: Um dos principais temas de saúde pública das sociedades contemporâneas é o uso de substâncias psicoativas. À medida que as sociedades ocidentais avançam, ocorre um acréscimo no uso de substâncias, lícitas e ilícitas. Esta disciplina pretende apresentar o panorama internacional e nacional das políticas do álcool e das drogas, com destaque para o caso da cannabis e da cocaína e crack. A disciplina se inicia com a análise dos dados internacionais e nacionais do uso de substâncias, destacando as necessidades brasileiras. Em seguida, a disciplina apresenta as principais políticas atualmente em voga no país, no estado de São Paulo e na cidade de São Paulo. Para esta tarefa, serão convidadas protagonistas das referidas políticas, que discutirão com o corpo docente o estágio atual e os desafios do tema.

Responsável: Guilherme Messas
Convidadas: Nathália Oliveira, Helena Fonseca Rodrigues, Maria Angélica Comis

Eventos

Corpo docente

Ana Cecília Magta: psicóloga, psicanalista, Doutora pelo Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Clínica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP/Br.), Professora do Curso de Especialização em Psicopatologia e Saúde Pública da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (FSP-USP/Br.), Professora do Curso de Especialização em Teoria Psicanalítica do Programa de Estudos Pós-Graduados em Psicologia Clínica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP/Cogeae/Br.), Diretora Administrativa da Associação Universitária de Pesquisa em Psicopatologia Fundamental – AUPPF.

Cristiane Stravino Messas: fonoaudióloga, mestre em Ciências pela FM-USP, professora do curso de Graduação em Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, membro da Sociedade Brasileira de Psicopatologia Fenômeno-Estrutural (SBPFE).

Cleide Monteiro: psicanalista, membro do Departamento de Psicanálise do ISS, professora e supervisora do curso de Psicanálise e participante do Grupo de Trabalho e Pesquisa em Psicanálise e Contemporaneidade do mesmo Departamento.

Cleusa Pavan: filósofa, psicanalista e analista institucional, consultora da Política Nacional de Humanização do SUS (2007 a 2015).

David Calderoni: graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado pelo Instituto de Psicologia da USP. Membro do Departamento de Psicanálise do Instituto Sedes Sapientiae.

Guilherme Peres Messas: psiquiatra, Doutor em Medicina pela USP, professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Leon Garcia: médico psiquiatra.

Maria Lúcia de Moraes Borges Calderoni: psicóloga graduada pelo Instituto de Psicologia da USP, psicanalista, membro do Departamento de Psicanálise e do Projeto Laboral do Instituto Sedes Sapientiae.

Maurício Carvalho Porto: psicólogo e psicanalista, acompanhante terapêutico, participante da coordenação dos Módulos de Introdução ao Acompanhamento Terapêutico e do Estágio Assistido em Acompanhamento Terapêutico, autor de artigos em revistas especializadas.

Rafaela Arrigoni: terapeuta ocupacional.

Ricardo Abrantes do Amaral: médico psiquiatra.

Ricardo Riyoiti Uchida: mestre e doutor em Saúde Mental pela Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (USP). Coordenador da Equipe de Psiquiatria Geral de Adultos do Centro de Atenção Integral á Saúde Mental (CAISM) da Santa Casa de São Paulo. Professor Assistente e orientador pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Ricardo Rodrigues Teixeira: Professor do Departamento de Medicina Preventiva da FMUSP.

Victor Otani: médico psiquiatra.

Compartilhar

Atendimento

(11) 5052-7967

psicopatologia@uol.com.br

Coordenação

Prof. Dr. David Calderoni

Profa. Maria Lúcia de Moraes Borges Calderoni