Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental

Sobre o curso

Contextualização

A Enfermagem em Saúde Mental é uma área que, localizada no contexto socioeconômico e cultural, constitui-se no campo psicossocial, pela democracia, na luta por direitos humanos, diante das inúmeras violências ocorridas nos manicômios e denunciadas a partir da década de 1970. Permeados pelas experiências de familiares e usuários sobreviventes do sistema manicomial, são mais de 30 anos de práticas de cuidado em Saúde Mental que criaram políticas públicas a partir do Sistema Único de Saúde (SUS), por meio da Reforma Psiquiátrica brasileira, com diversas conquistas no que tange o direito à saúde.

A mudança do modelo de atenção propõe a superação do paradigma psiquiátrico, das internações de longa permanência para a construção do paradigma psicossocial, do cuidado comunitário em saúde mental, com os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e o trabalho em redes como estratégia, por meio da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS). Este processo foi, é, e talvez sempre será, atravessado por avanços e retrocessos, a construção do cuidado de base comunitária, com laços territoriais, de olhar singular, ocupando lugares de pertencimento, de respeito às diferenças e da possibilidade do exercício das potencialidades e trocas sociais, na superação dos preconceitos e da exclusão.

Neste contexto, este curso de pós-graduação reconhece que a organização do trabalho da Enfermagem em saúde mental deve ser instrumento de produção de saúde, a partir do qual se desenvolvam tecnologias para promover a Cidadania de Direitos, na Participação e Controle Social, pela Clínica ampliada e Redução de danos, Economia Solidária, em articulação de Redes (intersetoriais), nos Territórios, pelo Matriciamento, na Atenção à crise, para a construção de Projeto Terapêuticos Singulares.

Público(s)-alvo

O curso é voltado à formação de enfermeiras/os, trabalhadoras(es) dos e para os pontos de cuidado da Rede de Atenção Psicossocial – 3088/2011. Enfermeiras(os) graduadas(os), que buscam ampliar seu conhecimento e atuação em Saúde Mental, no campo psicossocial, pelo cuidado em liberdade.

Principais objetivos

  • Apresentar e desenvolver os conceitos que ancoram o cuidado no campo psicossocial, nas premissas da Reforma Psiquiátrica brasileira, com base na Reabilitação Psicossocial para a Cidadania de Direitos.
  • Fomentar autonomia e protagonismo dos sujeitos e coletivos – alunos de pós-graduação, turmas de diferentes módulos; estimular a corresponsabilidade na produção de conhecimento teórico-prático.
  • Desenvolver habilidades e competências da Enfermagem em Saúde Mental.
  • Estimular a construção de vínculos solidários e de responsabilidade nos processos de gestão do cuidado em saúde mental.
  • Mapear, interagir e planejar com os determinantes sociais de saúde.
  • Reconhecer a diversidade da população brasileira e oferecer de maneira equânime atenção à saúde, sem distinção de idade, raça/cor, etnia, gênero e orientação sexual.
  • Produzir crítica e expertise para o cuidado de pessoas com problemas de saúde mental.
  • Formar especialistas capazes de planejar, construir e acompanhar Projetos Terapêuticos Singulares.
  • Capacitar enfermeiras e enfermeiros para o trabalho na Rede de Atenção Psicossocial (RAPS).

Programa

O curso agrega saber e práxis voltado para a organização do trabalho da RAPS – em seus diferentes níveis de complexidade, na estruturação do cuidado das pessoas com problemas de saúde mental e necessidades decorrentes do uso de drogas, suas famílias e rede social de suporte. A matriz curricular incluiu diálogos que transitaram pela construção sócio-histórica da Loucura e da Luta antimanicomial. Está dividida em três módulos não sequenciais, mas temáticos, totalizando 430 horas. Destaca-se que os três módulos são compostos por experiências teórico-práticas, conforme descritas a seguir:

Direitos Humanos e Enfermagem em Saúde Mental

  • História da Loucura [20h];
  • Política de Saúde Mental no SUS [50h];
  • Direito ao trabalho – Economia solidária e saúde mental [20h];
  • Reabilitação e cidadania de direitos – teórico/prática [30h];
  • Atividades de pesquisa – TCC [20h].

Enfermagem no campo Psicossocial

  • Cuidado em liberdade – desafios do trabalho na RAPS [30h];
  • Instrumentos para trabalho da enfermagem no campo Psicossocial [30h];
  • Atividade prática nos pontos da RAPS [50h];
  • Atividades de pesquisa – TCC [30h].

Gestão na Enfermagem em Saúde Mental

  • A enfermagem na gestão do cuidado e dos pontos da RAPS [70h];
  • Atividade prática nos Pontos da RAPS [50h];
  • Atividades de pesquisa – TCC [30h].

Processo seletivo 2021 / 2º semestre

INFORMAÇÕES BÁSICAS:

  • Vagas: 20
  • Carga horária total: 430 horas
  • Duração: 18 meses
  • Frequência: quinzenal
  • Dias da semana e horários:  às terças-feiras das 14h às 20h e aos sábados das 8h às 16h

INSCRIÇÕES ABERTAS:

  • Taxa de Inscrição: R$ 100,00
  • Início das aulas (on-line): 14/08/2021
  • Plano de pagamento (Para matrícula em agosto de 2021)*: 18 parcelas de R$ 530,00

DOCUMENTOS:

No ato da inscrição, o ingressante deverá anexar os seguintes documentos:

  • “RG,
  • CPF,
  • Diploma de graduação frente e verso ou certificado de conclusão do curso,
  • Foto (recente, de qualidade, com fundo claro)”

* O pagamento da primeira mensalidade será realizado no ato da matrícula. As demais mensalidades terão vencimento no dia 10 dos meses subsequentes.


Atenção:

  • Em atendimento ao Decreto Estadual relativo à pandemia de COVID 19, TODAS as atividades relacionadas ao ensino teórico dos cursos serão desenvolvidas por meio do “Ensino Remoto Emergencial”, com aulas teóricas síncronas na plataforma Ambiente Virtual de Aprendizagem da Faculdade.
  • O retorno das aulas no modo presencial poderá ser realizado a qualquer momento, em acordo com as diretrizes e eventual liberação escalonada orientadas pelos órgãos governamentais, a capacidade institucional e a autorização das instituições onde o ensino teórico-prático é realizado.
  • A FCMSCSP reserva-se o direito de não formar turmas, caso não seja atingido o número mínimo de alunos matriculados por curso.

Depoimentos

“O curso complementou minha atuação prática” 

Nelly Izumi – enfermeira especialista em saúde mental pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

“O curso se destaca pela ênfase na reabilitação psicossocial”

Roseli Costa – enfermeira especialista em saúde mental pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

Mercado de Trabalho

O curso de Pós-graduação Lato Sensu em Enfermagem em Saúde Mental é construído à luz do referencial teórico da Reabilitação Psicossocial para a cidadania de direitos, com o compromisso de defender e avançar na consolidação da Reforma Psiquiátrica brasileira, na produção de conhecimento implicado com o Sistema Único de Saúde (SUS), na perspectiva racial do perfil da população brasileira. Desde 2019, a matriz curricular é considerada um projeto pedagógico inovador para a formação de força de trabalho para a RAPS. Os egressos serão capazes de atuar nos diferentes níveis de atenção à saúde mental que compõe a Rede de Atenção Psicossocial, constituída pelos seguintes componentes:

I – Atenção básica em saúde, formada pelos seguintes pontos de atenção:

a) Unidade Básica de Saúde;
b) Equipe de atenção básica para populações específicas:

Equipe de Consultório na Rua;

Equipe de apoio aos serviços do componente Atenção Residencial de Caráter Transitório;

c) Centros de Convivência.

II – Atenção psicossocial especializada, formada pelo seguinte pontos de atenção:

Centros de Atenção Psicossocial, nas suas diferentes modalidades.

III – Atenção de urgência e emergência, formada pelos seguintes pontos de atenção:

a) SAMU 192;
b) Sala de Estabilização;
c) UPA 24 horas;
d) Portas hospitalares de atenção à urgência/pronto socorro;
e) Unidades Básicas de Saúde; entre outros.

IV – Atenção residencial de caráter transitório, formada pelos seguintes pontos de atenção:

a) Unidade de Recolhimento;
b) Serviços de Atenção em Regime Residencial.

V – Atenção hospitalar, formada pelo seguinte ponto de atenção:

Enfermaria especializada em Hospital Geral.

VI – Estratégias de desinstitucionalização, formada pelo seguinte ponto de atenção:

Serviços Residenciais Terapêuticos.

VII – Reabilitação psicossocial.

Diferenciais

Produzir cuidado em liberdade apresenta-se complexo, desafia novas práticas nas dimensões estrutural, particular e singular da produção e reprodução da vida, inscreve novas profissionalidades. Para este enfrentamento, necessita-se de investimento na formação de trabalhadoras/es para que estes adquiram instrumentos e tecnologias de cuidado sensíveis às necessidades de saúde mental da população, à luz dos determinantes sociais.

Nesse curso oferecido pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, as (os) estudantes encontrarão:

  • Docentes qualificadas, com trajetória profissional na assistência, gestão, ensino e pesquisa no campo psicossocial.
  • Aulas expositivas dialogadas; discussões em grupo; leituras de artigos científicos; debates; seminários; discussões de casos e outras metodologias ativas.
  • Teoria aplicada à prática (estágio), em todos os módulos, nos pontos da RAPS.
  • Prática supervisionada por professores pós-graduados.
  • Caminhos de estudos singularizados pelos TCCs, com o objetivo de identificar lacunas do conhecimento na área.

Corpo docente

Luciane Régio – Mestre e Doutoranda do Programa Interunidades da Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo, integrante do Grupo de Pesquisa Enfermagem e as Políticas de Saúde Mental da EEUSP. Professora instrutora do curso de Graduação em Enfermagem e coordenadora do Curso de Especialização em Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental da FCMSCSP.

e-Mail: luciane.regio@fcmsantacasasp.edu.br

Caroline Ballan – Mestre e Doutoranda pela Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo. Trabalhadora do SUS, desde 2006 no campo da Reforma Psiquiátrica Antimanicomial Brasileira, no município de São Paulo. Professora convidada e supervisora do Curso de Especialização em Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental da FCMSCSP. Pesquisadora no Grupo de Pesquisa Enfermagem e as Políticas de Saúde Mental e no Grupo de Estudos sobre Álcool e outras Drogas, ambos da EEUSP, e ainda no Núcleo de Formação, Ensino e Pesquisa da Associação Vida em Ação.

e-Mail: caroline.ballan@usp.br

Inscreva-se Agora!

    Faça a sua inscrição agora e reserve a sua vaga!




    Central do Candidato

    Atendimento

    (11) 3367-7887

    pos.lato@fcmsantacasasp.edu.br

    Supervisão Técnica

    O que nossos alunos estão falando sobre os nossos cursos.