Prevenção e enfrentamento da violência para a garantia dos direitos humanos

Sobre

O curso de Prevenção e enfrentamento da violência para a garantia dos direitos humanos da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, tem por objetivos:

– Compreender que as situações de violência sofridas pelas pessoas são violações dos Direitos Humanos.

– Refletir sobre a responsabilidade dos diferentes setores para o enfrentamento e a  prevenção da violência para a garantia dos direitos humanos.

– Contribuir para o desenvolvimento de competências técnicas, políticas e administrativas de profissionais de diferentes áreas para identificar, dar visibilidade, e compor a rede de enfrentamento da violência nos diferentes ciclos vitais (mulheres; crianças e adolescentes; e pessoas idosas).

Público-alvo

  • Profissionais de Saúde com graduação nas áreas: enfermagem, assistência social, psicologia, medicina, fisioterapia, terapia ocupacional, fonoaudiologia, farmácia e nutrição; e bacharéis em Direito.

Vagas

  • 12

Carga horária total

  • 420 horas

Duração do curso

  • 18 meses

Horário

  • 2º Sábado do mês: aulas teóricas das 8h às 18h
  • 4º Sábado do mês: oficina das 8h às 13h
  • 1 período de 5 horas durante a semana, no mês, para realizar visita técnica em serviços previamente determinados pela coordenação

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo está retornando suas atividades presenciais seguindo todos os protocolos de segurança. Caso ocorra um novo decreto governamental relativo à necessidade de suspensão das atividades presenciais devido à pandemia de COVID 19, TODAS as atividades relacionadas ao ensino teórico dos cursos serão desenvolvidas por meio do “Ensino Remoto Emergencial”, com aulas teóricas síncronas ou assíncronas na plataforma Ambiente Virtual de Aprendizagem da Faculdade.

Programa

Módulo 1

DisciplinasHoras
Políticas públicas de saúde para o enfrentamento da violência contra a mulher15
Bases conceituais para a prevenção e o enfrentamento da violência contra a mulher15
Tecnologias assistenciais para a prevenção e o enfrentamento da violência contra a mulher35
Rede intersetorial para a prevenção e o enfrentamento da violência contra a mulher35
Atividades Dirigidas à Prática20
Atividade de Pesquisa (TCC)20

Módulo 2

DisciplinasHoras
Políticas públicas de saúde para o enfrentamento da violência contra a criança e o adolescente15
Bases conceituais para a prevenção e o enfrentamento da violência contra a criança e o adolescente15
Tecnologias assistenciais para a prevenção e o enfrentamento da violência contra a criança e o adolescente35
Rede intersetorial para a prevenção e o enfrentamento da violência contra a criança e o adolescente35
Atividades Dirigidas à Prática20
Atividade de Pesquisa (TCC)20

Módulo 3

DisciplinasHoras
Políticas públicas de saúde para o enfrentamento da violência contra a pessoa idosa15
Bases conceituais para a prevenção e o enfrentamento da violência contra a pessoa idosa15
Tecnologias assistenciais para a prevenção e o enfrentamento da violência contra a pessoa idosa35
Rede intersetorial para a prevenção e o enfrentamento da violência contra a pessoa idosa35
Atividades Dirigidas à Prática20
Atividades de Pesquisa (TCC)20
Trabalho de Conclusão de Curso
CARGA HORÁRIA TOTAL420

Processo seletivo 2021 / 2º semestre

  • Inscrições abertas até 09/08/2021
  • Taxa de Inscrição: R$ 100,00
  • Início das aulas (on-line): 14/08/2021 – Ensino Remoto Emergencial
  • Plano de pagamento (Para matrícula em agosto de 2021): 18 parcelas de R$ 480,00

* DESCONTO de 5% para os 10 primeiros candidatos que pagarem a taxa de inscrição.

  • Plano de pagamento com desconto (Para matrícula em agosto de 2021): 18 parcelas de R$ 456,00

O pagamento da Primeira Mensalidade deverá ser realizado no ato da matrícula. As demais mensalidades terão vencimento no dia 10 dos meses subsequentes.

DOCUMENTOS EXIGIDOS PARA A INSCRIÇÃO

No ato da inscrição, deverão ser anexados os seguintes documentos: 

  • “RG,
  • CPF,
  • Diploma de graduação frente e verso ou certificado de conclusão do curso,
  • Foto (recente, de qualidade, com fundo claro)”

A FCMSCSP reserva-se o direito de não formar turmas, caso não seja atingido o número mínimo de alunos matriculados por curso.

Transmissão ao Vivo

14/6/2019
Prevenção e enfrentamento da violência para a garantia dos direitos humanos.

Coordenadora Profa. Dra. Maria Fernanda Terra
Acesse aqui.

Depoimentos

Gláucia Colebrusco

“Hoje vemos uma dificuldade em tratar de qualquer tema sem que as palavras: pandemia e covid-19 estejam inseridas no contexto. O curso de especialização em Enfrentamento e Prevenção da Violência para a Garantia dos Direitos Humanos, além de garantir aos alunos maior capacidade para o atendimento multidisciplinar, também coloca os pontos atuais em questão para um pensamento crítico e melhor desempenho profissional.

Vou direto ao ponto das pessoas idosas, sujeitos de direitos estudados no curso e que tiveram maior foco de cuidado nesse período que estamos vivendo. Notamos um dilema ao ver a pessoa idosa como grupo de risco e de maior proteção, porque, em nome do cuidado, coloca-a como indivíduo que não pode pensar e agir com autonomia e independência. O “passeio” ao banco, mercado, farmácia torna-se um programa perigoso e até mortal, tornando a proteção, necessária pelas crises social e sanitária, quase uma prisão.

Fique em casa, use máscara, passe álcool gel viraram os “hits” do momento em uma rotina que tornou-se virtual, digital. Logo, acabou-se não pensando na pessoa idosa que, além de ficar limitada e restrita, não teve essa educação virtual. O que gerou outro isolamento, o digital. Qual a problemática? Para proteção desse grupo de risco, aderimos ao mundo digital para facilitar e, com isso, colocamos esses personagens numa  sinuca, porque eles não podem sair e nem sabem como “viver” por meio de aplicativos e sites.

Foi difícil enxergar essa questão, pois só pensamos em cuidar dos nossos ascendentes e não nas consequências disso. Aulas com assistente social, psicólogo, pesquisadores, entre outros, foram essenciais para abrir o campo de visão sobre os cuidados e proteção da pessoa idosa, sua autonomia e independência em tempos pandêmicos. Imaginamos a pessoa idosa como um ser gentil, dócil e obediente, assim como as crianças. No entanto, a realidade mostrou que muitos idosos tinham um vida livre para ir e vir, mas, com a covid-19, foram feitos prisioneiros em suas casas. Piadas, memes e vídeos destacando-os como objetos inamovíveis foram motivos de risadas. Só com a análise de um especialista percebe-se o quão doloroso e sofrido é para eles ficarem parados.

Entender que essa situação causa adoecimento do corpo e da alma é necessário. Para que se entenda o quão importante é a discussão do tema em sala de aula, vamos lembrar da recomendação do Ministério da Saúde de que o isolamento deveria ser apenas para as pessoas idosas. E, com isso, ignorá-las como sujeitos vivos e com autonomia. Não se nega que existem os debilitados, mas temos uma larga parcela populacional idosa que tinha uma vida independente como rotina. Discutir e estudar o tema é necessário, além de ser importante para a garantia e manutenção dos direitos humanos dessas pessoas. E, fazer tudo isso numa instituição que cuida desses valores, é essencial!”

Gláucia Colebrusco

Advogada e aluna da pós-graduação em Enfrentamento e Prevenção da Violência para a Garantia dos Direitos Humanos


Everton Borges

“Sou Everton Borges, assistente social e estou prestes a concluir o curso de curso Especialização em Prevenção e Enfrentamento da Violência para Garantia dos Direitos Humanos. Atuo há mais de 15 anos em políticas públicas de assistência a crianças e adolescentes, mais especificamente na assistência em saúde às vítimas de violência. Percebi em minha atuação a importância da formação profissional, especialmente na área da saúde, de um conteúdo mais prático, dessa assistência. Fui positivamente surpreendido com o curso! As dinâmicas das aulas e metodologias utilizadas pelas professoras e convidados atenderam e muito às minhas expectativas. Foi minha primeira experiência acadêmica na FCMSCSP e encontrei o acolhimento e suporte para dar continuidade aos meus projetos de formação profissional e acadêmica. Concluo o Curso com ótimos sentimentos e a sensação de estar iniciando um novo e virtuoso ciclo. Seguirei contanto com a Santa Casa!”

Everton Borges

Assistente social. Atua há mais de 15 anos em políticas públicas de assistência a crianças e adolescentes.


Virgínia

“Sou advogada, enfermeira obstetra e docente em cursos de pós-graduação em Enfermagem. A pós-graduação em “Prevenção e Enfrentamento da Violência para a garantia dos Direitos Humanos”, coordenada pela profa. Dra. Maria Fernanda Terra, proporcionou um aprofundamento sobre o assunto, trazendo enriquecimento profissional e pessoal. O programa desenvolvido nessa pós-graduação oferece um embasamento teórico muito rico para quem quer conhecer a Rede de Apoio às vítimas de violência, para quem milita e pretende trabalhar nesta área. Embora a maioria das aulas tenham sido remotas, em razão da pandemia Covid-19, a profa. Maria Fernanda soube ‘fazer do limão, uma maravilhosa limonada”. Trouxe professores e palestrantes de diversas partes do Brasil, coordenou as aulas, os laboratórios e os trabalhos à distância, sempre com um alto nível de qualidade. As aulas com profissionais de diversas áreas do conhecimento confirmam que a intervenção no problema da violência é multiprofissional e intersetorial, resultando em calorosos debates que proporcionaram a troca de experiências e conhecimentos entre todos (de variadas formações) tornando cada aula uma experiência única.”

Virginia S. de C. Barros Lazzarini

Advogada e enfermeira obstetra. Docente em cursos de pós-graduação em Enfermagem.

Inscreva-se agora!

    Faça a sua inscrição agora e reserve a sua vaga!




    Central do Candidato

    Investimento

    Atendimento

    (11) 3367-7887, 3367.7894 ou 3367.7742

    maria.terra@fcmsantacasasp.edu.br

    O que nossos alunos estão falando sobre os nossos cursos.