Quer saber a diferença entre as áreas de Radiologia e Sistemas Biomédicos?

Conteúdo atualizado em 16/09/22

A pandemia do novo coronavírus evidenciou a importância dos profissionais da área de saúde para a sociedade, mas também mostrou a relevância de novas tecnologias que auxiliem os profissionais do setor.

Nesse sentido, duas áreas que vêm ganhando destaque, com mercado de trabalho oferecendo muitas vagas, são as de Radiologia e de Sistemas Biomédicos, pois ambas aliam saúde e tecnologia, garantindo segurança e precisão em diagnósticos e tratamentos.

Confira abaixo mais informações sobre essas áreas da saúde e suas diferenças.

>>> Para cursos com alta empregabilidade e boa remuneração, Faculdade oferece 100 bolsas de estudo de até 100%

O que faz o profissional de Radiologia

O curso de nível superior em Tecnologia em Radiologia é o responsável por preparar e operar equipamentos radiográficos para diagnóstico por imagens.

O profissional de Radiologia pode atuar em diversas áreas. A que ganhou mais visibilidade recentemente, devido ao seu auxílio no diagnóstico de pneumonia por covid-19, é a tomografia computadorizada, que alia Medicina e Inteligência Artificial (IA). Mas também é possível atuar com raios X, ressonância magnética, Medicina Nuclear, Radiologia Forense e muitas outras especialidades.

Por isso, a área de Radiologia também é bastante diversificada em relação aos locais de trabalho, com o profissional podendo atuar em clínicas, hospitais, laboratórios, ambulatórios, indústrias, centros de pesquisa, clínicas de Radiologia Veterinária etc. 

O que faz o profissional de Sistemas Biomédicos

O profissional de nível superior em Sistemas Biomédicos é responsável por cuidar de aparelhos médicos, como desfibriladores, monitores, respiradores artificiais etc.

Por ser o encarregado dos equipamentos, esse profissional atua tanto na manutenção deles quanto no treinamento de usuários, qualificação de fornecedores, elaboração de procedimentos, cumprimento de orçamentos e, ainda, zela pela segurança e saúde.

Por isso, a área de atuação é bastante diversificada, podendo o profissional trabalhar em hospitais, consultórios, laboratórios, indústrias, instituições de pesquisa, órgãos públicos e privados de fiscalização, empresas de consultoria em Engenharia Clínica e muito mais.

O mercado de trabalho

Com constantes inovações tecnológicas, a área de saúde gera empregos mesmo em tempos de crise. A pandemia da covid-19 expôs mais ainda a importância desses profissionais, fortalecendo o mercado de trabalho e aumentando a oferta de empregos.

Segundo a Catho, site de busca de empregos, houve um crescimento na procura por profissionais de Radiologia de 732% em 2020, o que revela a boa empregabilidade da área, que costuma ter carga horária de 24 horas semanais, permitindo que o profissional tenha mais de um emprego. Em relação à remuneração, a média salarial é de R$ 3 mil mensais.

O mercado de trabalho também mostra ampliação de vagas na área de Sistemas Biomédicos, com carga horária semanal de 44 horas e média salarial de R$ 3,7 mil mensais, valor que costuma variar dependendo do cargo e da empresa, podendo chegar a R$ 14 mil.

Diferença entre Radiologia e Sistemas Biomédicos

Como é possível observar, ambas as carreiras atuam com inovação e saúde, têm áreas de atuação bastante diversificadas e salários atraentes. A diferença entre elas ocorre no manuseio dos equipamentos.

Enquanto o profissional de Sistemas Biomédicos faz uso, manutenção, instalação e gestão de equipamentos médicos com o objetivo de permitir as melhores condições de funcionamento ao aparelho, o profissional de Radiologia, por meio de técnicas radiológicas, auxilia por meio de exames por imagens, nos diagnósticos e tratamentos de doenças.

Radiologia e Sistemas Biomédicos: Faculdade oferece 100 bolsas de estudo de até 100%

Com inscrições até 29 de setembro, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) oferece 100 bolsas de estudo de até 100% para os cursos superiores de Tecnologia em Radiologia e de Tecnologia em Sistemas Biomédicos no Vestibular 2023. As inscrições devem ser feitas exclusivamente por meio do site da Vunesp. A taxa de inscrição é de R$ 30,00. Para solicitar uma bolsa de estudos, o candidato deverá escolher a modalidade Cota Social no momento da inscrição.

Para o curso superior semestral noturno de Tecnologia em Radiologia serão oferecidas 100 vagas ao todo, sendo 50 na modalidade Ampla Concorrência e 50 na modalidade Cota Social. Das 50 vagas em que estão sendo oferecidas bolsas de estudo, 35 vagas são contempladas com bolsas integrais de até 100% e 15 vagas com bolsas parciais de 50%. Para se inscrever para o Vestibular 2023 do curso de Tecnologia em Radiologia, clique aqui.

Já para o curso semestral noturno de Tecnologia em Sistemas Biomédicos serão oferecidas 100 vagas ao todo, sendo 50 na modalidade Ampla Concorrência e 50 na modalidade Cota Social. Das 50 vagas em que estão sendo oferecidas bolsas de estudo, 35 vagas são contempladas com bolsas integrais de até 100% e 15 vagas com bolsas parciais de 50%. Para se inscrever para o Vestibular 2023 do curso de Tecnologia em Sistemas Biomédicos, clique aqui.

Alta empregabilidade, renda de até R$ 14 mil e horários flexíveis

Num mercado cada vez mais competitivo por boas oportunidades e melhores salários, as áreas de Tecnologia em Radiologia e de Tecnologia em Sistemas Biomédicos se destacam por agregar vantagens que hoje poucas profissões conseguem somar. O primeiro e mais importante diferencial dos cursos é a alta empregabilidade. Pode-se dizer que não faltam boas vagas para quem busca um emprego de tecnólogo em Radiologia ou em Sistemas Biomédicos.

A segunda vantagem é em relação ao salário: um profissional com formação superior em Tecnologia em Radiologia tem remuneração inicial de cerca de R$ 3 mil mensais, para uma carga horária de 24 horas semanais, permitindo que o tecnólogo tenha mais de um emprego para complementar a renda. Ainda segundo a Catho, site de busca de empregos, houve um crescimento de 732% na procura por esses profissionais no ano de 2020, o que revela a excelente empregabilidade da área.

Área de Sistemas Biomédicos é bastante ampla

Já a área de Sistemas Biomédicos é uma das que mais apresenta demanda por profissionais qualificados. O tecnólogo em Sistemas Biomédicos tem salário inicial de R$ 3,7 mil por 44 horas semanais, valor que pode variar dependendo da qualificação e experiência do profissional, do cargo e da empresa, podendo chegar a R$ 14 mil.

Com a incorporação de tecnologia na saúde ganhando velocidade, com o aumento do uso de equipamentos eletrônicos e a necessidade de manutenção e gerenciamento desses aparelhos, faltam profissionais de áreas exatas com perfis relacionados à Tecnologia da Informação e Engenharia, entre outros, que estejam aptos a atuar tanto junto à área de engenharia hospitalar — que cuida da infraestrutura, compreendendo itens como os prediais e os elétricos —, e na área de engenharia clínica, relacionada ao gerenciamento de máquinas. O tecnólogo em Sistemas Biomédicos ainda pode atuar no desenvolvimento industrial de novas tecnologias, no setor de importação e regulação de equipamentos e produtos de saúde, entre outros.

Formação em 3 anos permite acesso mais rápido ao mercado

Outra vantagem desses dois cursos superiores é que eles demoram menos tempo do que a maioria das graduações: em apenas 3 anos o aluno terá seu diploma superior de tecnólogo em Radiologia ou de tecnólogo em Sistemas Biomédicos, e, possivelmente antes mesmo de finalizar a graduação, estará empregado, tal é a demanda por esses profissionais. Outro diferencial dos cursos são as aulas práticas, que acontecem desde o primeiro semestre, sendo realizadas num dos maiores complexos hospitalares da América Latina, a Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, além de outras instituições parceiras da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Tradição no ensino humanizado desde 1963, Faculdade formou mais de 5,4 mil médicos

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo é referência no país no ensino na área da saúde. Há 59 anos atua de maneira decisiva para ampliar horizontes de futuros e atuais profissionais da área das ciências médicas por meio de cinco cursos de graduação — MedicinaEnfermagemFonoaudiologia, Tecnologia em Radiologia e Tecnologia em Sistemas Biomédicos — e mais de 50 cursos de pós-graduação, entre especializações, mestrados, doutorados e pós-doutorados. Além disso, conta com cursos de atualização em diversas áreas da saúde. Em quase seis décadas de atuação, formou mais de 5,4 mil médicos.

Serviço

O quê: Vestibular 2023 da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) para os cursos superiores de Tecnologia em Radiologia e de Tecnologia em Sistemas Biomédicos
Quando: Inscrições até 29 de setembro de 2022
Quanto custa: Taxa de inscrição de R$ 30,00
Como se inscrever: Somente pelo site www.vunesp.com.br/FAVC2201
Data da prova:
 A prova única, de Conhecimentos Gerais e Redação, será realizada no dia 23 de outubro de 2022, das 14h às 18h. O local da prova será informado pela Vunesp (www.vunesp.com.br), na área do candidato, no link “Local de prova”, a partir de 14 de outubro de 2022.
Como concorrer a uma bolsa de estudos: O primeiro passo para estar apto a se candidatar a uma bolsa de estudos é ser aprovado no vestibular 2023, obtendo a classificação necessária. Para concorrer a uma bolsa de estudos, parcial ou integral, em ambos os cursos, o candidato deverá optar pela modalidade Cota Social no momento da inscrição, além de preencher os critérios socioeconômicos estabelecidos em edital, como, entre outros, comprovar renda familiar per capita bruta de até 1,5 salário mínimo (um salário mínimo e meio) para bolsa integral de 100% (cem por cento), e de até 3 salários mínimos (três) para a bolsa parcial de 50% (cinquenta por cento).

Foto: Reprodução/Freepik/@wavebreakmedia-micro