A importância da Fonoaudiologia para o bem-estar de todos

A Fonoaudiologia age na capacidade e aperfeiçoamento de algumas ações executadas diariamente por todos nós, como ser compreendido, ouvir, comer e falar, por exemplo, além do cuidado, análise e prevenção de doenças e distúrbios na linguagem por meio da audição, fala e escrita. A Fonoaudiologia foca o estudo da fonação e audição, os problemas que podem estar relacionados a eles e nas opções de tratamento.

O fonoaudiólogo realiza o diagnóstico e tratamento de alguns quadros, como a surdez, dicção incorreta, gagueira e outros que mudam a forma mais adequada de se comunicar. Além disso, esses profissionais também são buscados para auxiliar no treino e melhoria da voz, principalmente, por profissionais da área da comunicação, artistas, locutores e outros. 

O profissional de Fonoaudiologia atende a pessoas de diversas faixas etárias, como crianças e idosos, sendo essencial no processo de ensino-aprendizagem e agindo em diversos níveis e etapas de ensino, promovendo hábitos saudáveis e auxiliando na localização e diagnóstico de problemas relacionados, além do encaminhamento para tratamento e outras ações para inclusão. O profissional pode agir em diferentes áreas, como consultórios, atendimentos em domicílio, clínicas, hospitais e outros.

Conheça as principais áreas de atuação do fonoaudiólogo

  • Fluência;
  • Audiologia;
  • Neuropsicologia;
  • Fonoaudiologia do Trabalho;
  • Fonoaudiologia Educacional;
  • Fonoaudiologia Neurofuncional;
  • Gerontologia;
  • Saúde Coletiva;
  • Linguagem;
  • Disfagia;
  • Motricidade Orofacial (MO);
  • Voz.

Motivos para procurar um fonoaudiólogo

Confira, abaixo, alguns motivos para buscar um fonoaudiólogo:

Problemas na fala

A “língua presa” é, na realidade, a língua solta passando pelos dentes e dificultando a pronúncia de certas letras. Exercícios que tonificam a língua, deixando-a menos flácida, deixam a dicção melhor para pessoas com esse quadro. 

Rouquidão frequente

A rouquidão, na maioria das vezes, é a sobrecarga da voz ao se falar, como nos casos de atores e cantores, que usam a fala como ferramenta de trabalho. Para tais casos, são recomendados exercícios de respiração, altura e intensidade de higiene vocal. 

Disfagia

A disfagia tem ligação com a capacidade de deglutição de alimentos, tendo três fases centrais: a preparatória oral, faríngea e esofágica. O quadro pode causar pneumonia aspirativa, pois, ao levar o alimento para o pulmão, provoca o óbito.

Está conectada a crianças, adultos e idosos que tiveram Acidente Vascular Cerebral (AVC), Traumatismo Cranioencefálico (TCE), doença de Parkinson, mal de Alzheimer, miastenia grave, disfagia muscular, Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) e paralisia cerebral. É papel do fonoaudiólogo reabilitar o paciente até que ele possa se alimentar normalmente ou em função compensatória. 

Conheça mais sobre a Fonoaudiologia e a importância de seu estudo, visitando a página do curso de Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP), que em 2022 completa 20 anos de existência.

Foto: Reprodução/Freepik/freepik