Curiosidades sobre a profissão do fonoaudiólogo

Está pensando em seguir na área da Fonoaudiologia? Separamos algumas informações relevantes sobre a graduação, dados referentes às habilidades do profissional e média de salário. Confira, abaixo, mais informações!

Qual o salário de um fonoaudiólogo? 

De acordo com dados do Site Nacional de Empregos (Sine), através de matéria do Educa Mais Brasil de 2019, o salário médio de um fonoaudiólogo, considerando o tempo de experiência na carreira, é de: 

  • Grande empresa: R$ 2.604,99 (trainee); R$ 3.256,24 (júnior); R$ 4.070,30 (pleno); R$ 5.087,88 (sênior); R$ 6.359,85 (master); 
  • Média empresa: R$ 2.003,84 (trainee); R$ 2.504,80 (júnior); R$ 3.131,00 (pleno); R$ 3.913,75 (sênior); R$ 4.892,19 (master);
  • Pequena empresa: R$ 1.541,42 (trainee); R$ 1.926,77 (júnior); R$ 2.408,46 (pleno); R$ 3.010,58 (sênior); R$ 3.763,23 (master).

Informações sobre a carreira

A carreira de um fonoaudiólogo é bastante versátil. Confira, abaixo, algumas áreas de atuação desse profissional:

Linguagem

A área de Linguagem se dedica ao estudo dos aspectos relacionados à comunicação oral e escrita.

Audiologia

A Audiologia está focada na análise da audição e sons.

Fonoaudiologia Educacional

Nesse setor, o fonoaudiólogo se preocupa com o aperfeiçoamento do aprendizado de crianças e adolescentes em idade escolar.

Motricidade Orofacial

O profissional de Motricidade Orofacial vai se atentar à prevenção e tratamento de mudanças estruturais e funcionais de órgãos, músculos e articulações importantes para a respiração, sucção, deglutição, fala, mímica facial e mastigação. 

Outras áreas de atuação

Após finalizar a graduação, o recém formado deve se registrar no Conselho Regional ou Federal de Fonoaudiologia para atuar na profissão. Os profissionais que escolhem a área clínica ficam encarregados do atendimento de pessoas em consultórios, domicílios e hospitais. Além disso, também pode se especializar em determinado setor, como a própria Motricidade Orofacial, por exemplo. A realização de exames audiométricos também é uma possibilidade, além de terapias de reabilitação e outras atividades. A atuação em empresas ou instituições públicas ou privadas é outro segmento importante.

Pessoas que possuem afinidade com o ensino e pesquisa também podem investir na carreira acadêmica, sendo necessário para isso cursar o mestrado e doutorado para dar aulas no ensino superior e no investimento de novas técnicas de tratamento, por exemplo. 

Com a possibilidade de poder contar com um mercado de trabalho amplo, o profissional pode se especializar em diferentes áreas de atuação, que são altamente demandadas em instituições de saúde públicas e privadas, como clínicas, maternidades e hospitais, por exemplo. Além disso, a preparação vocal também é uma área que ganha espaço, sendo alavancada por outros profissionais que utilizam a voz como ferramenta de trabalho, atores e cantores, por exemplo, que recorrem aos fonoaudiólogos buscando melhora da dicção, equilíbrio no sotaque, entonação e pronúncia de palavras. 

Conheça mais sobre a Fonoaudiologia e a importância de seu estudo, visitando a página do curso de Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP), que em 2022 completa 20 anos de existência.

Foto: Reprodução/Freepik/prostock-studio