Qual é a diferença entre pós-graduação lato sensu e stricto sensu?

Com o mercado de trabalho cada vez mais exigente, é comum que o profissional busque por cursos de pós-graduação para se aprofundar em sua área de formação. No entanto, quando chega o momento de se pós-graduar, muitos ainda possuem algumas dúvidas.

Isso porque o mercado oferece várias modalidades de ensino, como lato sensu e stricto sensu. Por conta disso, algumas pessoas não sabem como escolher a pós-graduação correta para o seu perfil profissional. Isso pode representar uma grande perda para a sua carreira.

Esse é o seu caso? Não se preocupe! Neste artigo, você entenderá a diferença entre lato sensu e stricto sensu. Ao final, saberá qual se encaixa mais no seu perfil e objetivos profissionais. Confira!

Qual o significado de lato sensu e stricto sensu?

Para começarmos a entender a diferença entre lato sensu e stricto senso, é importante entender o significado de cada um desses termos. Lato sensu significa “sentido amplo”.  Ou seja, são os cursos de pós-graduação que ampliam os conhecimentos adquiridos durante a graduação.

Geralmente, esses conhecimentos se aproximam mais do mercado de trabalho. Já o termo stricto sensu significa “sentido estrito”. É utilizada para se referir aos cursos de pós-graduação focados em áreas mais específicas relacionadas ao meio acadêmico.   

Essas duas expressões foram introduzidas no Brasil para diferenciar os diferentes tipos de ensino de pós-graduação de maior ou menor duração e que possuem finalidades diferentes. Saiba mais a seguir! 

Quais são os tipos de curso lato sensu?

Tanto a pós-graduação de lato sensu quanto a de stricto sensu se desdobram em dois tipos. Primeiro, veja quais são os tipos de curso lato sensu:

Especialização

A especialização é o tipo de pós-graduação lato sensu mais procurada. Ela atualiza o profissional para o mercado de trabalho na sua área de atuação e confere habilidades técnicas específicas em um determinado tema.

A especialização também é uma forma de descobrir novos horizontes. Isso porque o profissional pode escolher cursos de pós não tão similares ao seu curso de formação. Dessa forma, pode ser uma maneira de mudar de carreira.

MBA

Outro tipo de pós-graduação lato sensu é o MBA, que vem do inglês master business in administration. Como o próprio nome indica, esse curso é voltado para os profissionais que desejam adquirir conhecimentos na área de gestão e administração.

Ele não está limitado aos profissionais que fizeram graduação em Administração. Qualquer um que deseja adquirir essas habilidades dentro do seu segmento, pode fazê-lo. Assim como a especialização, esse tipo de pós tem duração mínima de 360 horas.

Quais são os tipos de curso stricto sensu?

Após saber quais são os tipos de curso lato sensu, conheça os tipos de curso stricto sensu:

Mestrado

Na modalidade de pós-graduação stricto sensu temos, primeiramente, o mestrado. Isso porque ele é o primeiro degrau no stricto sensu. Em algumas instituições de ensino, somente aqueles que obtiveram esse certificado podem fazer um doutorado.

Ele serve para aprofundar o conhecimento adquirido na graduação sobre um tema de interesse na área acadêmica. Portanto, ele é voltado mais para quem deseja se tornar um professor ou pesquisador. No entanto, nada impede que quem atua no mercado possa fazer um mestrado.

Doutorado

Como você viu, para obter o título de doutor é essencial ter um mestrado. Mas o que é doutorado? É um grau de pós-graduação que visa ainda mais a aproximação do profissional do setor acadêmico com a pesquisa. 

Nos últimos anos, muitas instituições de ensino superior, principalmente as públicas, passaram a exigir esse título em seus processos admissionais ou concursos. Além disso, o profissional ainda pode fazer um PhD, que permite que ele se torne doutor em alguma área do conhecimento.

Qual é a diferença entre lato sensu e stricto sensu?

Após conhecer as características da pós-graduação lato sensu e stricto sensu, certamente fica mais fácil diferenciá-las, não é? A primeira diferença mais marcante é a finalidade de cada uma. Isso porque o lato sensu é voltado mais para os profissionais do mercado de trabalho.

Enquanto o stricto sensu é focado naqueles que desejam seguir na vida acadêmica, seja como professor ou pesquisador. Outra diferença é em relação às exigências para a realização dos cursos. 

Quem opta pelos cursos de lato sensu pode fazer tanto a especialização quanto o MBA depois da graduação. Mas nem todos que não fizeram o mestrado podem fazer o doutorado, nem o PhD. Além disso, outra diferença é em relação ao tempo de curso.

Os cursos de lato sensu costumam ter uma duração menor do que os cursos stricto sensu. Por exemplo, a especialização pode durar entre 6 meses e 24 meses. Enquanto o mestrado dura 2 anos e o doutorado tem duração de 4 a 5 anos. 

Como escolher uma instituição de ensino de pós-graduação?

Cada modalidade de pós-graduação atende a um público diferente, com perfis e objetivos profissionais distintos. Por isso, antes de fazer sua escolha, não deixe de considerar quais são os planos para a sua carreira.

Se você já decidiu qual a melhor opção, não deixe de escolher uma instituição de ensino superior de qualidade. Para isso, é importante avaliar o tempo de atuação e a tradição da faculdade ou universidade.

Também é importante observar a avaliação da instituição perante o MEC. E, também, a estrutura física e o atendimento ao aluno. Por fim, considere também a opinião dos alunos que já estudaram e ainda estudam na instituição em questão. 

Que tal começar a sua pós-graduação na Faculdade da Santa Casa de São Paulo?

Fundada em 1962, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSC SP) tem por objetivo promover o ensino, pesquisa, extensão e atenção na área da saúde. Por isso, oferece cursos de graduação e pós-graduação lato sensu e stricto sensu, tanto presencial quanto EAD, para as mais diversas profissões. 

A excelência da FCMSCSP é reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC), que atribuiu nota máxima (conceito 5) em avaliação realizada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), divulgada em abril de 2021. A FCMSCSP possui cinco cursos de ensino superior em saúde, sendo três de graduação (Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia) e dois cursos superiores em tecnologia (Radiologia e Sistemas Biomédicos).

A FCMSCSP está com inscrições abertas para diversos cursos de pós-graduação, nas áreas de Enfermagem, Fisioterapia e FisiologiaFonoaudiologia, Medicina, Multiprofissional, Neurociência, Nutrição, Pesquisa Clínica e Medical Affairs, Psiquiatria e Saúde Mental e Tecnologia em Diagnóstico por Imagem.

Confira os cursos oferecidos, escolha a melhor opção para turbinar sua formação e coloque a excelência em ensino da Faculdade da Santa Casa de SP em seu currículo:

Enfermagem

  1. Especialização em Enfermagem Clínica e Cirúrgica
  2. Especialização em Enfermagem em Cardiologia Hemodinâmica
  3. Especialização em Enfermagem em Centro Cirúrgico e e Centro de Material e Esterilização
  4. Especialização em Enfermagem em Centro Cirúrgico e Recuperação Anestésica
  5. Especialização em Enfermagem em Urgência e Emergência
  6. Especialização em Enfermagem na Assistência ao Adulto em UTI

Fisioterapia e Fisiologia

  1. Especialização em Fisioterapia Afecções da Coluna Vertebral
  2. Especialização em Fisioterapia Cardiorrespiratória e Metabólica
  3. Especialização em Fisioterapia Hospitalar
  4. Especialização em Fisioterapia Musculoesquelética
  5. Especialização em Fisioterapia Neurofuncional
  6. Especialização em Fisioterapia no Envelhecimento Ativo
  7. Especialização em Fisioterapia Saúde da Mulher e do Homem

Fonoaudiologia

  1. Especialização em Audiologia Clínica
  2. Especialização em Audiologia Educacional

Medicina

  1. Especialização em Infertilidade Conjugal e Reprodução Humana
  2. Especialização em Medicina Hiperbárica
  3. Especialização em Perícias Médicas/Medicina Legal
  4. Especialização em Perícias Médicas/Medicina Legal EAD
  5. Especialização em Treinamento Perícia Médica

Multiprofissional

  1. Especialização em Direito Médico Bioética
  2. Especialização em Direito Médico Bioética (EAD)
  3. Especialização em Gerontologia
  4. Especialização em Saúde Mental para Profissionais de Saúde não Médicos – EAD

Neurociência

  1. Especialização em Neurociência Aplicada à Educação
  2. Especialização em Neurociência e o Futuro Sustentado

Nutrição

  1. Especialização em Fitoterapia Funcional EAD
  2. Especialização em Gastronomia Funcional – EAD
  3. Especialização em Nutrição Clínica Funcional
  4. Especialização em Nutrição Clínica Funcional EAD
  5. Especialização em Nutrição Esportiva Funcional
  6. Especialização em Nutrição Esportiva Funcional EAD
  7. Especialização em Nutrição Materno Infantil-EAD

Pesquisa Clínica e Medical Affairs

  1. Especialização em Pesquisa Clínica Medical Affairs

Psiquiatria e Saúde Mental

  1. Especialização em Psicologia Hospitalar
  2. Especialização em Psicopatologia e Saúde Pública
  3. Especialização em Psicossomática
  4. Especialização em Psiquiatria
  5. Especialização em Neuropsicologia

Tecnologia em Diagnóstico por Imagem

  1. Especialização em Radioterapia
  2. Especialização em Tecnologia Diagnóstico por Imagem TC e RM

 

Foto: Artem Podrez/Pexels