O avanço da radiologia após a pandemia

Quando a pandemia teve seu início no fim de 2019 e se espalhou pelo mundo em 2020, pouco se sabia a respeito do novo vírus e quais os tratamentos seriam mais eficientes para esta nova variante.

Em diversos aspectos, a medicina foi afetada, visto que em cada pessoa os sintomas poderiam e podem variar, enquanto outros são assintomáticos. Neste sentido, uma das áreas essenciais no diagnóstico e no prognóstico, é a radiologia.

Após o paciente testar positivo para o covid-19, uma das maiores preocupações, é monitorar como será a evolução da doença nos pulmões.

A radiologia pode demonstrar qualquer alteração no órgão e ajudar os profissionais a determinar tratamentos e melhores procedimentos a serem seguidos.

Os profissionais da área da saúde precisam estar bem preparados para enfrentar o que está por vir e com profissionais de radiologia, não foi diferente.

O preparo tanto na hora de detectar anomalias nos resultados dos exames quanto para indicar tratamentos foi e continua sendo fundamental no atual momento.

Este preparo só foi possível graças a muito estudo e dedicação destes profissionais, por isso, podemos dizer que a graduação em radiologia é a base para a formação de profissionais capacitados.

A radiologia não é importante somente para entender como o covid-19 se comporta no organismo do paciente, mas também para descartar a possibilidade de outras infecções.

Como tem sido noticiado, as variantes do vírus têm se mostrado cada dia mais contagiosas e o recente surto de H3N2, é uma preocupação à parte. Tudo isso, sem contar com a H1N1 e outras infecções respiratórias.

A radiologia, a medicina e os profissionais da saúde estão em destaque nos últimos e mesmo que a população mundial já soubesse da importância dessas profissões, agora não restam dúvidas.

Deste modo, se tornar um excelente profissional é a única opção é investir na graduação em radiologia no local certo, é fundamental para a carreira dos estudantes.

O que é radiologia?

A radiologia é uma especialização dentro da área da saúde que permite aos profissionais formados no setor analisar imagens, diagnosticar doenças e efetuar exames por meio de radiação.

Esta radiação é usada para fins médicos e terapêuticos. Após concluir a graduação em radiologia, o aluno se torna um radiologista e tem um leque bem grande de opções de atuação.

O primeiro pensamento que vem à cabeça quando falamos sobre radiologia, é o exame de raio-x. O que é normal, devido a sua popularidade, mas é importante dizer que a radiologia vai muito além deste exame.

Com o avanço da medicina e da tecnologia, a radiologia obteve muitas possibilidades, se tornando fundamental para alguns setores e para a detecção de doenças, como percebemos com a pandemia.

Por conta desta tecnologia, os profissionais deste setor precisam estar atentos às atualizações que podem surgir, assim, entregando o melhor para os pacientes.

O curso de tecnologia em radiologia da FCM Santa Casa, investe nos conhecimentos necessários para que o profissional viva o dia a dia da profissão da melhor maneira.

Radiologia e pandemia

Se pessoas leigas conseguem notar o aumento da demanda de profissionais de radiologia com a chegada da pandemia há mais de 2 anos, imagine para os profissionais de medicina e outros ramos da saúde.

Quando ocorrem situações como esta, é que percebemos como a formação é importante e além disso, se manter atualizado dentro da profissão faz toda a diferença.

Por isso, aqueles que já finalizaram a graduação em radiologia ou pensam em dar início a uma carreira do ramo, devem buscar sempre ampliar seus conhecimentos e saber quais as novas tecnologias disponíveis no mercado.

Além de garantir bons empregos, faz o mais importante, garante mais cuidado com a saúde dos pacientes.

A junção entre tecnologia, exames de qualidade e profissionais capacitados, oferece ao paciente melhores opções de tratamento, com um diagnóstico mais preciso. Sendo assim, a tecnologia se mostra parte essencial na radiologia e na medicina como um todo.

Diante da importância da graduação em radiologia e da capacitação profissional, aqueles que desejam possibilitar o melhor aos pacientes e atender a demanda crescente do mercado, devem buscar ir além.

Há muito tempo a medicina deixou de aceitar o básico de seus profissionais e quem chega agora ao mercado deve compreender a necessidade de especializações.

Em relação a indicação de exames de raio-x, tomografia e demais exames de imagem, os pacientes que mais precisam deles durante a pandemia, são aqueles com as formas mais graves da doença. Visto que, os assintomáticos e aqueles que apresentam sintomas leves, geralmente, não recebem a recomendação destes exames.

Já para quem apresenta sintomas fortes e formas mais graves da doença, a radiologia é peça chave para a manutenção da saúde destes pacientes.

Desta forma, vale salientar a importância do manuseio correto dos aparelhos, mas também da leitura certeira das imagens para que assim, o diagnóstico seja correto.

Onde estudar?

Na FCM Santa Casa, o curso tem duração de 3 anos e permite ao aluno concluir seus estudos com conhecimentos necessários para executar técnicas que auxiliem na realização de exames, diagnósticos e tratamentos precisos e seguros para os pacientes.

Ao longo do curso, você aprenderá sobre: diagnósticos por imagem; radioterapia; procedimentos da medicina nuclear. Além de entender como preparar o paciente para o exame e orientá-lo sobre os procedimentos.

Ao final do curso, os profissionais formados podem escolher em que campo de atuação trabalhar. Visto que, a demanda por mão-de-obra qualificada não para de crescer, tanto na área da saúde, quanto nas indústrias de alimentos e cosméticos e ramos da tecnologia.

A remuneração pode variar de acordo com o campo que o aluno escolhe atuar, quantas horas trabalha por dia etc. Mas a média salarial, de acordo com o Conselho Nacional dos Técnicos e Tecnólogos em Radiologia, é de 3 mil reais.

Confira também: Curso de Radioterapia

Para obter mais informações, visite nosso site https://fcmsantacasasp.edu.br/