Mestrado Acadêmico / Doutorado Saúde Coletiva

Processo Seletivo 2022 - 2º Semestre

Para mais informações, consulte os Editais abaixo:

Edital – Mestrado Acadêmico

Edital – Doutorado

CALENDÁRIO:

As inscrições, o processo seletivo e as matrículas ocorrerão de acordo com o calendário:

MESTRADO ACADÊMICO

INSCRIÇÕES E ENTREGA DE DOCUMENTOS: 06/07/2022 a 10/10/2022
PROVA: 18/10/2022
ENTREVISTAS:24 a 28/10/2022
RESULTADO DOS SELECIONADOS: 01/11/2022
MATRÍCULAS: 23 e 24/02/2023
INÍCIO:03/03/2023
VAGAS:10

DOUTORADO

INSCRIÇÕES E ENTREGA DE DOCUMENTOS: 06/07/2022 a 30/09/2022
PROCESSO SELETIVO:01 a 30/10/2022
RESULTADO DOS SELECIONADOS: 10/11/2022
MATRÍCULAS: 23 e 24/02/2023
INÍCIO:03/03/2023
VAGAS:10

DA TAXA DE INSCRIÇÃO E MATRÍCULA:

  • No ato da inscrição, deverá ser paga uma taxa no valor de R$ 100,00 (cem reais).
  • Os candidatos selecionados para matrícula no Programa, terão um custo mensal no valor de R$ 660,00 (seiscentos e sessenta reais).

Sobre o curso

Código CAPES: 33019010014P7

Área de Avaliação CAPES: SAÚDE COLETIVA

Nota da CAPES: Mestrado Acadêmico – Nota 4/ Doutorado – Nota 4

Curso reconhecido de acordo com a Portaria MEC nº 609, de 14/3/2019 – DOU de 18/3/2019.

O programa busca desenvolver a capacidade do aluno para formular e conduzir pesquisas no campo da Saúde Coletiva visando contribuir para a produção de conhecimentos academicamente sólidos e socialmente relevantes na área, que possam ser aplicados à Política Nacional de Saúde, resultando em melhoria das condições de saúde da população. Para o Mestrado, serão oferecidas 3 disciplinas obrigatórias (Fundamentos Teórico-Conceituais da Saúde Coletiva, Métodos de Investigação em Saúde Coletiva e Seminários de Pesquisa Orientada) e diversas optativas associadas a cada uma das linhas de pesquisa. Já para o Doutorado, a definição das disciplinas será feita pelo aluno com seu orientador, não havendo, a princípio, a definição de disciplinas obrigatórias, exceto os Seminários de Pesquisa Orientada e Oficina de Redação de Artigos Científicos.

Público-alvo

Diplomados em cursos de graduação em nível superior.

Modalidade

Presencial.

Periodicidade

As disciplinas e as atividades do curso ocorrem às quintas-feiras à tarde; às sextas-feiras (manhã e tarde) e, eventualmente, aos sábados.

Duração

Mestrado: 24 meses, Doutorado: 48 meses.

Créditos para a titulação

Mestrado: 25 créditos / Doutorado: 12 créditos / Doutorado Direto: 30 créditos.

Processo seletivo

Mestrado Acadêmico: O processo seletivo é composto por: prova de múltipla escolha, dissertação, análise de curriculum e entrevista.
Doutorado: O processo seletivo inclui análise de currículo e do mérito científico do projeto de pesquisa (elaborado em conjunto com o orientador), que serão analisados pelo Conselho do Programa.

Coordenação

Coordenação: Profa. Dra. Maria Amélia de Sousa Mascena Veras

Vice-Coordenação: Profa. Dra. Patrícia Martins Montanari

Membros do Conselho do Programa:

Profa. Dra. Maria Amélia de Sousa Mascena Veras

Profa. Dra. Patrícia Martins Montanari

Prof. Dr. Paulo Artur Malvasi

Profa. Dra. Ana Paula França

Representantes Discentes no Conselho:

Sofia Fromer Manzalli

Vice: Heloisa Souza Campos

Corpo Docente

Ana Paula França – Doutora em Nutrição Humana Aplicada pela Universidade de São Paulo (USP).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2561190278128411

Cássio Silveira – Doutor em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/3313702672070092

Danielle Bivanco de Lima – Doutora em Ciências Médicas pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7400151209339042

José Cássio de Moraes – Doutor em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5333108183611546

José Tarcísio Penteado Buschinelli – Doutor em Toxicologia pela Universidade de São Paulo (USP).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/3225263122379210

Karina Barros Calife Batista – Doutora em Medicina Preventiva pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/3172144151427488

Marco Aurélio Palazzi Sáfadi – Doutor em Ciências da Saúde pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4633013741960946

Maria Amélia de Sousa Mascena Veras – Doutora em Medicina (Medicina Preventiva) pela Universidade de São Paulo (USP).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/7977489515345196

Marta Campagnoni Andrade – Doutora em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/9598148589697754

Nelson Ibañez – Doutor em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2554180174007996

Nivaldo Carneiro Junior – Doutor em Medicina (Medicina Preventiva) pela Universidade de São Paulo (USP).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/9456502802731970

Oziris Simões – Doutor em Ciências da Saúde pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/4870782591544888

Patricia Martins Montanari – Doutora em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8301465094111575

Paulo Artur Malvasi – Doutor em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo (USP), com período sanduíche em Universidade de Lisboa (Portugal).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/5197649277065949

Renata Guedes Mourão Macedo – Doutora em Ciência Social (Antropologia Social) pela Universidade de São Paulo (USP).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/8314379665121372

Rita De Cássia Barradas Barata – Doutora em Medicina (Medicina Preventiva) pela Universidade de São Paulo (USP).
Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/2280062846829854

Áreas de Concentração / Linhas de Pesquisa

O programa de Saúde Coletiva, nível Mestrado Acadêmico / Doutorado está contemplado em uma Área de Concentração e quatro linhas de pesquisa, detalhadas abaixo:

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO: CONDIÇÕES DE VIDA E SITUAÇÃO DE SAÚDE

1 – CONDIÇÕES DE VIDA, TRABALHO E AMBIENTE NA METRÓPOLE

Descrição: Projetos que sob diferentes enfoques teórico conceituais tratam dos problemasde saúde e dos processos sociais que os determinam nas metrópoles. Processos como migração, moradores em situação de rua, transformações do mundo do trabalho, ambiente urbano, comportamentos sexuais e reprodutivos, discriminação, pobreza, exclusão social, saúde mental e outros são analisados tendo como referente suas repercussões sobre a saúde de diferentes grupos sociais que habitam a metrópole e as respostas sociais a esses problemas, no âmbito da política de saúde.
Docentes envolvidos: Cássio Silveira / José Tarcísio Penteado Buschinelli / Nivaldo Carneiro Junior / Rita de Cássia Barradas Barata / Maria Amelia de Sousa Mascena Veras / Renata Guedes Mourão Macedo / Karina Barros Calife Batista / Marta Campagnoni Andrade

2 – DISTRIBUIÇÃO DE DOENÇAS E AGRAVOS À SAÚDE E SEUS DETERMINANTES

Descrição: Projetos que tem como objeto o estudo das distribuições populacionais de doenças (transmissíveis, cardiovascular, câncer, mental) e agravos à saúde (violência e acidentes), seus determinantes sociais e, políticas e programas de controle em saúde
coletiva.
Docentes envolvidos: José Cássio de Moraes / Marco Aurélio Palazzi Sáfadi / Maria Amelia de Sousa Mascena Veras / Rita de Cássia Barradas Barata / Ana Paula França

3 – POLÍTICA DE SAÚDE E GESTÃO DE PROGRAMAS E SERVIÇOS DE SAÚDE

Descrição: Estudos analíticos e de avaliação das políticas públicas, programas e serviços no âmbito do SUS; análise do desempenho na gestão de prestadores públicos e privados de serviços de saúde; identificação e desenvolvimento de indicadores e instrumentos de melhoria da qualidade dos serviços; regionalização do sistema de saúde enfatizando as relações entre as esferas de governo, entre gestores e prestadores e entre o SUS e o sistema suplementar; modalidades de organização de serviços.
Docentes envolvidos: Danielle Bivanco de Lima/ Nelson Ibañez / Nivaldo Carneiro Junior / Oziris Simões / Paulo Artur Malvasi / Karina Barros Calife Batista / Marta Campagnoni Andrade.

4 – RECURSOS HUMANOS PARA A SAÚDE
Descrição: Projetos que analisam diferentes aspectos de formação, distribuição, mercado de trabalho, processo de trabalho, perfis e expectativas profissionais, motivos para escolha profissional, satisfação com o trabalho, rotatividade e outros relacionados aos profissionais de saúde.
Docentes envolvidos: Danielle Bivanco de Lima / Patrícia Martins Montanari.

Disciplinas (Ofertas)

Em construção

Disciplinas (Grade)

A QUESTÃO DA CAUSALIDADE NA PESQUISA EM EPIDEMIOLOGIA

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 3

Carga horária: 36h

Ementa: Discussão de conceitos, teorias e métodos relativos à questão da causalidade que atravessa todas as disciplinas do campo da Saúde Coletiva. Estabelecer relações de determinação ou causalidade entre situações, circunstâncias ou fatores de exposição ou risco e seus desfechos em saúde constituem uma parte importante do pensamento populacional que caracteriza o campo científico da saúde coletiva.

BASES TEÓRICAS DO PLANEJAMENTO E GESTÃO APLICADAS À SAÚDE

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 5

Carga horária: 60h

Ementa: A disciplina visa oferecer ao aluno a compreensão de quadros teórico-conceituais, sobre as principais Escolas da Administração, como também os modelos teóricos do Planejamento em Saúde, contribuindo à análise crítica da Gestão em Saúde. Nessa perspectiva, questões centrais da realidade contemporânea do setor saúde na sociedade brasileira terão relevâncias nas discussões do conteúdo programático da disciplina.

BIOESTATÍSTICA I

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 5

Carga horária: 60h

Ementa: A Bioestatística é uma disciplina fundamental para a elaboração e análise de dados de projetos de pesquisa epidemiológica. Nesta disciplina espera-se apresentar aos alunos conceitos básicos de estatística descritiva e inferencial a serem utilizados na elaboração de suas dissertações e teses. O desenvolvimento da disciplina compreende aulas expositivas, exercícios (feitos em classe e à distância) e leitura de artigos científicos visando à aplicação dos conceitos aprendidos. Objetivos: – Apresentar conceitos e técnicas fundamentais de estatística descritiva e análise exploratória de dados; – Oferecer subsídios para utilização da estatística como instrumental em pesquisas de sua área de conhecimento. – Promover a leitura crítica de artigos científicos, reconhecendo a aplicação das técnicas de análise estatística utilizadas.

BIOESTATÍSTICA II

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 4

Carga horária: 48h

Ementa: Conteúdos básicos de Estatística inferencial incluindo conceitos como variação amostral, teorema do limite central, lei dos grandes números, estimação por intervalo, testes de hipóteses, análise de variância, teste de associação, correlação e regressão,
testes não paramétricos.

CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS À SAÚDE

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 5

Carga horária: 60h

Ementa: Condições de vida, trabalho, estilos de vida e desigualdades em saúde: bases conceituais e dados sobre o perfil de morbimortalidade em formações sociais capitalistas. O caso do Brasil. Discussão sobre contribuições dos autores das ciências humanas e sociais, da saúde coletiva e autores que analisam os determinantes da realidade brasileira desde o período colonial até a atualidade.

EDUCAÇÃO INTERPROFISSIONAL E PRÁTICAS COLABORATIVAS EM SAÚDE

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 5

Carga horária: 60h

Ementa: Educação interprofissional (EIP): concepções e definições. Novos modelos de formação em saúde. Identidade profissional e aprendizado compartilhado. As 14 profissões de saúde e o Trabalho em Saúde. Trabalho em equipe e Prática colaborativa (PIP). PIP na Atenção Primária à Saúde: integralidade da saúde, interdisciplinaridade e intersubjetividade profissional – usuário. Intersetorialidade.

EPIDEMIOLOGIA I

Nível: Mestrado Acadêmico

Créditos: 5

Carga horária: 60h

Ementa: A disciplina objetiva introduzir o raciocínio epidemiológico, apresentando os fundamentos do método, com destaque para a epidemiologia descritiva e noções de vigilância epidemiológica. Visa tornar os alunos aptos para descrever do ponto de vista epidemiológico doenças e agravos relacionados à saúde. Serão apresentados os elementos técnicos e metodológicos essenciais para sua realização.

EPIDEMIOLOGIA II

Nível: Mestrado Acadêmico

Créditos: 5

Carga horária: 60h

Ementa: A epidemiologia é utilizada na produção de conhecimento cientifico por meio de abordagem quantitativa sobre o processo saúde doença nos coletivos humanos, possibilitando a investigação de fatores determinantes e associados a este processo. Esta disciplina tem por objetivo oferecer ao pós-graduando conhecimentos teóricos e técnicos a respeito dos principais desenhos estudos epidemiológicos buscando desenvolver competências relacionadas ao delineamento dos estudos e às principais técnicas de análise de forma integrada à estatística.

EPIDEMIOLOGIA III (SEMINÁRIOS AVANÇADOS DE EPIDEMIOLOGIA)

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 5

Carga horária: 60h

Ementa: O objetivo da atividade é aprofundar o conhecimento sobre o método epidemiológico discutindo os principais aspectos relativos a desenhos, medidas de ocorrência e associação, validade, confundimento e interação, estratificação e ajuste, interpretação e comunicação dos resultados de pesquisa.

GÊNERO, MARCADORES SOCIAIS DA DIFERENÇA E SAÚDE

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 3

Carga horária: 36h

Ementa: Propiciar aos estudantes o aprofundamento de debates e referenciais teórico-metodológicos sobre gênero, sexualidade, corpo, marcadores sociais da diferença e saúde. Gênero: trajetória de um conceito. Gênero, sexualidade e saúde. Interseccionalidade,
marcadores sociais da diferença e saúde. Gênero e colonialidade.

GESTÃO PUBLICA DA SAÚDE: POLÍTICAS E MODELOS DE GESTÃO

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 5

Carga horária: 60h

Ementa: A disciplina visa oferecer aos alunos a compreensão de quadros teórico- conceituais, sensibilizando-os para a elaboração de análises críticas sobre modelos de organização de serviços e gestão pública de saúde. O tema da reforma do estado terá relevância na discussão da disciplina, focalizando as propostas de mudanças contemporâneas no setor saúde. Nessa perspectiva, novas modalidades de gestão em saúde e equidade no acesso aos serviços de saúde se constituem em questões centrais a serem debatidas no transcorrer do conteúdo programático que inclui a Reforma do Estado; modelos assistenciais; modalidades de organização de serviços de saúde; sistemas
locais de saúde; gestão e gerência dos serviços de saúde; acesso aos serviços de saúde; equidade e modalidades de gestão dos serviços de saúde.

HISTÓRIA DA SAÚDE PÚBLICA E COLETIVA

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 3

Carga horária: 36h

Ementa: Apresentar e discutir com os alunos as origens históricas da Saúde Pública e o movimento da Saúde Coletiva no Brasil para que os mesmos possam compreender as características desse campo disciplinar e dessa área de atuação. Tais conhecimentos serão úteis para que os alunos possam delinear melhor seus projetos de pesquisa e compreender a sua área de atuação profissional.

INTRODUÇÃO À SAÚDE, SEXUALIDADE E DIREITOS HUMANOS

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 4

Carga horária: 48h

Ementa: A discussão sobre as interseções entre saúde, sexualidade e direitos humanos, embora fundamental para a construção de políticas públicas eficientes, nem sempre é fácil ou acessível. Ainda que os três temas estejam interligados sob diversas maneiras, são
frequentemente tratados separadamente. Além de um debate capaz de enxergar seus entrecruzamentos, é preciso também uma interdisciplinaridade que dê conta de pensá-los sob a ótica das Ciências da Saúde e Humanas, a partir de contribuições de disciplinas como a Epidemiologia, a Antropologia e os Estudos de Gênero.

INTRODUÇÃO AO STATA

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 3

Carga horária: 36h

Ementa: A disciplina tem o objetivo de apresentar aos alunos o programa estatístico Stata para a manipulação de bancos de dados, análise descritiva e uso de técnicas estatísticas básicas utilizadas na análise de estudos epidemiológicos.

MÉTODOS QUALITATIVOS

Nível: Mestrado Acadêmico

Créditos: 5

Carga horária: 60h

Ementa: Filosofia da ciência e teoria do conhecimento. Metodologia quantitativa e qualitativa. Fundamentos teórico-metodológicos das abordagens qualitativas. Tipos de estudos e técnicas de coleta de dados. O método etnográfico. Tratamento e análise de dados qualitativos. Indicadores de qualidade da pesquisa qualitativa. Construção do objeto de pesquisa. Aspectos éticos da pesquisa. Produtos. Redação. Divulgação e publicação.

OFICINA DE ESCRITA CIENTÍFICA

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 3

Carga horária: 36h

Ementa: A proposta da oficina é capacitar o aluno a redigir um artigo científico e preparar artigos para a publicação a partir dos trabalhos de conclusão dos alunos. O trabalho de redação de artigo é apresentado com suas características peculiares em relação a outras formas redação de científica. São enfatizados os seguintes aspectos: prioridades de pesquisa- relevância, factibilidade, ineditismo e integração com linhas de pesquisa; revisão da literatura, busca bibliográfica, principais bases de artigos científicos na área e estratégias de busca; definir e hierarquizar objetivos e metas de uma proposta; redigindo a justificativa e objetivos de um artigo científico; como redigir introdução e métodos; como escrever de forma adequada os resultados; como escrever de forma adequada a discussão e conclusões do artigo.

SEMINÁRIO DE PESQUISA I (PERGUNTA E PROJETO)

Nível: Mestrado Acadêmico

Créditos: 3

Carga horária: 36h

Ementa: O Módulo I dos seminários de pesquisa será desenvolvido visando a elaboração do projeto de pesquisa ou desenvolvimento tecnológico dos alunos para que ao final o mesmo esteja em condições de ser aprovado pela comissão científica do Departamento e enviando ao comitê de ética e pesquisa, sempre que for o caso. Conteúdo Programático 1. Etapas de elaboração do projeto de investigação 2. Revisão de literatura 3. Como ler artigos científicos 4. Elaboração do problema de investigação 5. Formulação de hipótese de investigação 6. Desenvolvimento da metodologia de investigação.

SEMINÁRIO DE PESQUISA II (TEMAS E PROJETOS)

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 3

Carga horária: 36h

Ementa: Os seminários de pesquisa – módulo II – tem a finalidade de aprimorar os projetos de conclusão dos alunos. O objetivo é trabalhar os projetos para que os mesmos estejam prontos para o exame geral de qualificação ao final do módulo. Conteúdo Programático. Em cada sessão será apresentado um dos projetos dos alunos, no ponto de desenvolvimento em que estiver para discussão com o conjunto de orientadores e de alunos. Todos os orientadores participam do seminário podendo assim contribuir com diferentes abordagens para o aprimoramento dos projetos.

SEMINÁRIO DE PESQUISA III (ESCRITA TRABALHO FINAL)

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 3

Carga horária: 36h

Ementa: Os seminários de pesquisa nesse semestre, tem a finalidade de aprimorar os projetos de conclusão dos alunos. Cada aluno deverá apresentar seu projeto de investigação, no estágio atual, ao conjunto de alunos e orientadores, para que o mesmo possa ser debatido coletivamente e aprimorando a partir das sugestões. Além dos projetos dos alunos serão programadas palestras com professores convidados sobre temas relacionados ao desenvolvimento dos projetos ou temáticas relativas à produção e divulgação do conhecimento científico.

SISTEMAS DE PROTEÇÃO SOCIAL

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 5

Carga horária: 60h

Ementa: A disciplina visa propiciar ao aluno um quadro referencial dos sistemas de proteção social, especificando o debate sobre o campo da saúde no que tange à sua conformação, estabelecimento de tipologias e elaboração de análises comparativas entre
os sistemas de saúde. Um dos eixos dessa discussão está centrado na intervenção do Estado moderno e contemporâneo (financiamento, regulação, provisão, inclusão e exclusão social), sua relação com a sociedade civil e na avaliação desses sistemas quanto a equidade, eficiência e impacto. O desenvolvimento e a conformação do Sistema Único de Saúde, no Brasil, constitui outro eixo da discussão. Finalmente serão analisados comparativamente os modelos de reforma de saúde na América Latina; o caso da Argentina; o sistema de saúde no Chile; os sistemas britânico e canadense de saúde; o sistema de saúde dos Estados Unidos da América.

TÓPICOS EM VACINAS

Nível: Mestrado Acadêmico/Doutorado

Créditos: 3

Carga horária: 36h

Ementa: Oferecer aos alunos conhecimentos básicos sobre as vacinas, seus efeitos, usos e impacto em saúde pública. Fornecer elementos metodológicos para a avaliação do programa nacional de imunização. Metodologia para avaliação de eficácia, eficiência e efetividade de vacinas. Os conteúdos incluem a história das vacinas e seu impacto no controle de doenças; bases imunológicas da resposta às vacinas e imunidade de rebanho; fases no desenvolvimento das vacinas; avaliação de vacinas em ensaios clínicos; eventos adversos às vacinas: avaliação de políticas e programas de vacinação; estudos de caso de introdução de novas vacinas: rotavírus, influenza, pneumococos, meningococos, HPV, dengue.

Ingresso de Alunos

Mestrado Acadêmico

Para o ingresso no Mestrado Acadêmico em Saúde Coletiva é necessário providenciar os seguintes documentos, que serão solicitados quando da abertura do edital de inscrições, para que sejam anexados eletronicamente, e ser aprovado no processo seletivo:

1. Projeto de Pesquisa a ser definido quando da abertura do edital. Salvá-lo em formato PDF;

2. Providenciar o Certificado de Proficiência da Língua Inglesa, exame aplicável em escola de inglês, ou através do site (https://www.efset.org/pt/). Salvar o certificado em formato PDF;

3. Preencher o formulário de informações sobre o vínculo empregatício, assiná-lo, e salvá-lo em formato PDF (baixar o arquivo).

4. Providenciar os documentos abaixo, de acordo com as respectivas extensões de arquivos:

  • a. RG (Frente) em formato JPG ou PDF;
  • b. RG (Verso) em formato JPG ou PDF;
  • c. CPF em formato JPG ou PDF;
  • d. Diploma de Graduação (Frente) em formato JPG ou PDF;
  • e. Diploma de Graduação (Verso) em formato JPG ou PDF;
  • f. Foto de rosto, atual, com o fundo claro, em formato JPG ou PDF;
  • g. Curriculum Lattes (https://lattes.cnpq.br/) devidamente atualizado, em formato JPG ou PDF;

O processo seletivo é composto por prova escrita, eliminatória, e entrevista, com apresentação do pré-projeto a uma banca de examinadores, composta por pelo menos dois professores do Departamento de Saúde Coletiva da FCMSCSP. A matrícula será realizada online, quando da aprovação no processo seletivo. O candidato será matriculado no Mestrado Profissional ou Acadêmico, de acordo com o perfil do candidato estabelecido na entrevista, pelos professores, juntamente com a coordenação.

Doutorado

Para o ingresso no Doutorado em Saúde Coletiva é necessário providenciar os seguintes documentos, que serão solicitados quando da abertura do edital de inscrições, para que sejam anexados eletronicamente:

1. Documento de “Manifestação de Interesse de Orientação” contendo o nome do candidato, linha de pesquisa, nome do projeto e manifestação do professor orientador vinculado ao Doutorado em Saúde Coletiva. Esse documento é requisito para o processo de seleção, mas vale ressaltar que este documento não implica na imediata aprovação do candidato, que será avaliado em todas as fases do processo seletivo que incluem a avaliação do currículo, avaliação do projeto de pesquisa e consonância com as linhas de pesquisa do Programa. Uma vez aceito pelo potencial orientador, junto com este o candidato deverá desenvolver um projeto de pesquisa, que será submetido ao Conselho de Curso, nos meses definidos no Edital, para análise e parecer sobre a aceitação no programa. Salvá-lo em PDF.

  • a. Para estabelecer contato com o possível orientador, envie um e-mail com o nome completo do orientador para pos.stricto@fcmsantacasasp.edu.br.

2. Projeto de Pesquisa vinculado a uma das Linhas de Pesquisa do Programa (elaborado em conjunto com o orientador). Salvá-lo em formato PDF;

3. Providenciar o Certificado de Proficiência da Língua Inglesa, exame aplicável em escola de inglês, ou através do site (https://www.efset.org/pt/). Salvar o certificado em formato PDF;

4. Preencher o formulário de informações sobre o vínculo empregatício, assiná-lo, esalvá-lo em formato PDF (baixar o arquivo).

5. Providenciar os documentos abaixo, de acordo com as respectivas extensões de arquivos:

  • a. RG (Frente) em formato JPG ou PDF;
  • b. RG (Verso) em formato JPG ou PDF;
  • c. CPF em formato JPG ou PDF;
  • d. Diploma de Graduação (Frente) em formato JPG ou PDF;
  • e. Diploma de Graduação (Verso) em formato JPG ou PDF;
  • f. Diploma de Mestrado (Frente) em formato JPG ou PDF;
  • g. Diploma de Mestrado (Verso) em formato JPG ou PDF;
  • h. Histórico Escolar do Mestrado (se realizado em outra Instituição que não a FCMSCSP) em formato JPG ou PDF.
  • i. Foto de rosto, atual, com o fundo claro, em formato JPG ou PDF;
  • j. Curriculum Lattes (https://lattes.cnpq.br/) devidamente atualizado, em formato JPG ou PDF;

OBS: Em caráter excepcional, com voto favorável de pelo menos dois terços do Conselho do Programa e aprovação da CPG, o programa pode admitir um candidato (a) diretamente no Doutorado, sem exigência de um mestrado prévio, desde que apresente um projeto de pesquisa e maturidade acadêmica compatíveis com a titulação pretendida. Nesse caso, o Diploma de Mestrado e Histórico Escolar do Mestrado não serão necessários.

Alunos Especiais

Podem ser aceitos como alunos especiais, alunos de outros programas credenciados de pós-graduação ou docentes de outras IES a fim de cursarem disciplinas isoladas.

O aluno especial fica sujeito às mesmas normas de desempenho exigidas para o aluno regular, sendo sua admissão condicionada à disponibilidade de vagas, não lhe sendo facultado a obtenção da titulação.

O aluno especial, uma vez aprovado na(s) disciplina(s) que cursar, receberá declaração emitida pela Secretaria de Pós-graduação em que constará o nome da disciplina, ementa resumida, carga horária e número de créditos.

O aluno especial deverá pagar os custos da(s) disciplina(s) que cursar, sem direito a bolsa ou gratuidade, exceto quando se tratar de docente da própria instituição.

A admissão excepcional de alunos de graduação em disciplinas específicas dos programas de pós-graduação estará condicionada à capacidade de oferta de vagas de cada disciplina e à aceitação do docente responsável pela disciplina, comunicada por escrito à Secretaria de Pós-Graduação.

O aluno que estiver cursando pós-graduação lato sensu poderá ser indicado por um dos docentes do programa para frequentar disciplinas dos programas de pós-graduação stricto sensu, podendo seus créditos virem a ser validados caso ele passe a ser um aluno regularmente matriculado no programa stricto sensu.

Normas / Regulamentos / Modelos

É possível consultar o Regimento Interno dos Cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu da FCMSCSP e os Regulamentos Internos de cada Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu da FCMSCSP, acessando os links abaixo:

Regimento Interno dos Cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu da FCMSCSP (baixar arquivo)

Regulamento Interno do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Saúde da FCMSCSP (baixar arquivo)

Regulamento Interno do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Pesquisa em Cirurgia da FCMSCSP (baixar arquivo)

Regulamento Interno do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Saúde Coletiva Acadêmico da FCMSCSP

Regulamento Interno do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Saúde Coletiva Profissional da FCMSCSP

Regulamento Interno do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Saúde da Comunicação Humana da FCMSCSP

Para acessar as normatizações, modelos e orientações, visando facilitar o desenvolvimento das teses e dissertações, clique nos links abaixo:

Normatização para Apresentação de Dissertações e Teses (baixar arquivo)

Formato de Tese Monográfico ou Preferencial (Orientações) (baixar arquivo)

Modelo de Capa e Página de Rosto – Dissertação de Mestrado (baixar arquivo)

Modelo de Capa e Página de Rosto – Tese de Doutorado (baixar arquivo)

Áreas de Concentração dos Programas Stricto Sensu (Orientações) (baixar arquivo)

Requerimentos e Formulários

Faça o download do requerimento, preencha-o em sua totalidade e encaminhe à Secretaria de Pós-graduação, presencialmente ou por e-mail (pos.stricto@fcmsantacasasp.edu.br).

Solicitações

Solicitações gerais (baixar o arquivo)

Ressarcimento Financeiro de Artigo Científico (baixar arquivo)

Carta de aceite do Orientador (Mestrado/ Doutorado) (baixar o arquivo)

Exame Geral de Qualificação (baixar o arquivo)

Defesa de Dissertação de Mestrado (baixar  o arquivo)

Defesa de Tese de Doutorado (baixar o arquivo)

Declaração de Opção de Confecção de Diploma (baixar o arquivo)

Termo de Autorização para divulgação de Dissertação (Mestrado) e Tese (Doutorado) (baixar o arquivo)

Dissertações de Mestrado

NomeTítuloOrientador(a)Co-Orientador(a)Ano
Cesar Augusto InoueA política de gestão de recursos humanos no SUS e a integração ensino-serviço-comunidade: um estudo de caso na Secretaria Municipal de Saúde de São PauloNivaldo Carneiro Junior——————2022
Eliana MarianiCONTROLE DO TABAGISMO: DAS ESCOLHAS INDIVIDUAIS AO COMPLEXO SISTEMA DE RELAÇÕES SOCIAIS E ECONÔMICAS:
Análise dos perfis de grupos a partir dos Inquéritos de Saúde da cidade de São Paulo – ISA Capital 2008 e 2015
Rita de Cássia Barradas Barata——————2022
Nêmara de Araújo ViannaAgentes de redução de danos: trajetórias, práticas, tecnologias e competências de trabalhadores do Centro de Convivência É de Lei, em São Paulo – SPPaulo Artur Malvasi——————2022
Frederico Cunha ValimQualidade de vida em estudantes de medicina e fatores associados: uma revisão narrativaDanielle Bivanco de LimaManoel Carlos Sampaio de Almeida Ribeiro2022
NomeTítuloOrientador(a)Co-Orientador(a)Ano
Edson RufinoCaracterização do atributo acesso na Atenção Primária à Saúde (APS) nos Contratos de Gestão das Organizações Sociais de Saúde (OSS) no município de São PauloNivaldo Carneiro Junior——————2021
Isis MarafantiTravestis e mulheres trans: status sorológico para HIV e experiência de encarceramentoMaria Amelia de Sousa Mascena Veras——————2021
Victoria de Pastore EdelsteinCondição bucal e acesso a serviços odontológicos dos imigrantes bolivianos no Centro da cidade de São Paulo, BrasilRita Barradas Barata2021
NomeTítuloOrientador(a)Co-Orientador(a)Ano
Sofia Fromer ManzalliDireito à vida: o acesso à saúde nas unidades prisionais do estado de São PauloPaulo Artur Malvasi2020
NomeTítuloOrientadorAno
Diego Fernando Ferreira de OliveiraA Gestão de Recursos Humanos em uma Organização Pública Estatal: O caso da EBSERH (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares) no Hospital Universitário Cassiano Antonio de Moraes, Espirito Santo – BrasilProf. Dr. Paulo Carrara de Castro2017
NomeTítuloOrientadorAno
Dalma da SilveiraFormação dos trabalhadores de Vigilância Sanitária frente aos riscos sanitários no Estado de São Paulo, no período de 2008 a 2011Prof. Dr. Cássio Silveira2015

Teses de Doutorado

NomeTítuloOrientadorCo-OrientadorAno
Denis Gonçalves FerreiraViolência e revitimização sexual contra meninos, homens e HSH brasileiros: prevalência, fatores associados e subnotificaçãoMaria Amelia de Sousa Mascena VerasGustavo Santa Roza Saggese2022
NomeTítuloOrientadorCo-OrientadorAno
José Luís Gomez Gonzalez JuniorExperiência escolares de transexuais e travestis participantes do Projeto Muriel em São Paulo: um estudo qualitativoMaria Amelia de Sousa Mascena VerasGustavo Santa Roza Saggese2019
Roberta de Miranda Henriques FreireCondominio exclusivo para idosos como política equânime e intersetorial no estado da ParaíbaNivaldo Carneiro Junior2019
Vanessa Barreiros GonçalvesDesigualdades sociais em saúde bucal em escolaresRita de Cássia Barradas Barata2019
NomeTítuloOrientadorCo-orientadorAno
Sergio Luís FunariPROJETO ALFA-H – PROJETO ALFA-H ONLINE – Avaliação do conhecimento e da frequência de infecção genital, oral, anal e cutânea pelo HPV entre HSHKarina de Cássia Braga RibeiroMaria Amélia de Sousa Mascena Veras2018
NomeTítuloOrientadorCo-orientadorAno
Tania Maria Vargas Escobar AzevedoAspectos ideológicos e valorativos no cotidiano no trabalho das equipes multiprofissionais do Samu 192 no município de São PauloRegina Maria Giffoni MarsigliaPatricia Martins Montanari2017

Perguntas Frequentes

Em construção.

Quero receber mais informações!

    Faça a sua inscrição agora e reserve a sua vaga!




    Central do Candidato

    Investimento

    Inscrição: R$ 100,00
    Mensalidade: R$ 660,00

    Atendimento

    (11) 3367-7858 / 7869 / 7870 / 7750

    pos.stricto@fcmsantacasasp.edu.br

    O que nossos alunos estão falando sobre os nossos cursos.