Consultório na Rua traz atenção à saúde para pessoas em situação vulnerável Parceria entre FCM/Santa Casa e Secretaria Municipal de Saúde é objeto de artigo científico

Compartilhar :

A experiência do projeto Consultório na Rua e do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET Saúde) de Populações Vulneráveis na cidade de São Paulo entre agosto de 2012 e dezembro de 2014 é tema de artigo publicado na revista Saúde e Sociedade. Por meio do projeto, alunos de graduação das áreas de Enfermagem, Fonoaudiologia e Medicina participaram das ações de assistência à saúde destinadas a pessoas em situação de rua na região central da cidade. O texto destaca que a experiência permitiu um olhar “de perto” para os “invisíveis”, a realidade social na qual essas pessoas estão inseridas e “aprender sobre as particularidades da atenção à saúde deste grupo populacional”.

O projeto Consultório na Rua é uma iniciativa do Ministério da Saúde, criada em 2012, ocasião em que vários municípios do Brasil todo aderiram ao projeto, inclusive São Paulo. Na cidade, a população que vive nas ruas da região central foi atendida pela equipe do PET Saúde de Populações Vulneráveis, mantido em parceria pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) e a Secretaria Municipal de Saúde. Por meio do programa, alunos de graduação, de todos os semestres, puderam ter contato com os serviços da rede pública de saúde durante sua formação.

“O Consultório na Rua tem como premissa ser porta de entrada do sistema de saúde”, destaca o texto. O projeto incluiu consultas médicas e de enfermagem, além de outras especialidades, apoiadas pelos profissionais de fonoaudiologia e medicina do PET Saúde Populações Vulneráveis da FCMSCSP, proporcionando ações sobre educação e vigilância em saúde, e “parceria com equipamentos sociais (abrigo, higiene, alimentação, documentações, capacitações para o trabalho etc.)”.

Leia reportagem completa no Jornal da USP.

63 visualizações

Compartilhar :