Cursos de graduação da FCM/Santa Casa recebem quatro estrelas do Guia da Faculdade Estadão Diretor do Curso de Medicina da FCM/Santa Casa é entrevistado

Compartilhar :

Os cursos de Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo receberam 4 estrelas do Guia da Faculdade Estadão/Quero Educação.


Na avaliação do curso de Medicina, o diretor do curso, Carlos Alberto Malheiros, foi entrevistado:

Graduação superconcorrida, a Medicina exerce um fascínio nas pessoas. “Para a maioria dos interessados, é um atrativo atuar profissionalmente com vidas, direta ou indiretamente”, diz Carlos Alberto Malheiros, diretor do curso de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo. Mas o caminho não é fácil. O curso é denso, longo (seis anos) e em período integral. Os primeiros dois anos concentram disciplinas básicas, como anatomia e fisiologia. Os dois anos seguintes constituem o ciclo pré-clínico e teórico-prático, abrangendo conteúdos mais específicos. Os últimos dois são o internato, cujo foco é a prática em hospitais. Após a graduação, para se especializar é necessário ainda cursar a residência, que leva mais dois anos.

Entre as novidades que impactam os cursos, Malheiros cita as novas tecnologias, como a utilização de ambiente virtual e simulação realística. Segundo ele, também ocorre uma mudança nos campos de prática que, além dos hospitais-escolas, incluem espaços de cuidados como a atenção primária: “Talvez seja esta a transformação mais marcante, a evolução do tratamento extra-hospitalar. Por isso, a medicina da família voltou a ser uma área interessante”.


Foram avaliados 16.487 cursos superiores espalhados por todos os Estados do País. Utilizando uma metodologia conhecida como “avaliação por pares”, essas graduações foram analisadas por mais de 6 mil professores universitários, em uma grande pesquisa de opinião.

PARTICIPAÇÃO DAS INSTITUIÇÕES
Todas as instituições de ensino superior cadastradas no Ministério da Educação (universidades, centros universitários, faculdades e institutos) são convidadas para fazer parte do Guia da Faculdade.

Após se cadastrarem para participar da avaliação, as instituições indicam todos os cursos superiores da modalidade presencial que podem receber novos alunos em 2019

A partir desse enorme portfólio, contendo 28.078 cursos, são identificados aqueles que serão avaliados

CURSOS AVALIADOS

Nem todos os cursos cadastrados pelas instituições entram no processo de avaliação. Para ser analisados, eles precisam atender aos seguintes critérios:

Ser presencial – cursos a distância (EAD) não foram avaliados
Ter a titulação de bacharelado ou licenciatura
Ter uma primeira turma com alunos já formados

Outro ponto importante é que cada instituição só pode ter um curso de cada profissão avaliado por cidade. Se a instituição tiver, por exemplo, dois cursos de Administração sendo oferecidos em endereços diferentes na cidade de São Paulo, apenas o curso mais antigo é avaliado

INFORMAÇÕES UTILIZADAS
O coordenador de cada curso avaliado recebe um questionário no qual pode apresentar as principais características da sua graduação, com foco em três aspectos:

Projeto pedagógico – características da proposta de ensino do curso

Corpo docente – perfil dos professores vinculados ao curso

Infraestrutura – condições de materiais e equipamentos oferecidos

AVALIADORES
Mais de 6 mil coordenadores e professores do ensino superior brasileiro se cadastraram para atuar, voluntariamente, como avaliadores do Guia da Faculdade

Os avaliadores são acionados para dar notas aos cursos das suas áreas de formação e de instituições localizadas na mesma região do País em que trabalham

Ao iniciar a avaliação, primeiro eles têm de acessar o questionário preenchido pelo coordenador do curso. Depois, são convidados a dar três notas:

Para a qualidade do projeto pedagógico
Para a qualidade do corpo docente
Para a qualidade da infraestrutura

As notas variam de 1 a 5, sendo: 1-ruim, 2-regular, 3-bom, 4-muito bom e 5-excelente. A nota final de cada avaliador é definida pela média simples dos três quesitos acima. Cada curso é distribuído para pelo menos seis avaliadores

RESULTADO FINAL

Das notas que cada curso recebe, a maior e menor são descartadas. Das notas restantes, extrai-se a média numérica de cada curso na avaliação

Para transformar a média numérica em estrelas são adotadas faixas de conversão. As faixas utilizadas este ano são:

entre 5 e 4,50 – 5 estrelas
menor que 4,50 a 3,50 – 4 estrelas
menor que 3,50 a 2,50 – 3 estrelas
menor que 2,50 – não-estrelado

Ao final da avaliação, os cursos são apresentados de acordo com os seguintes conceitos de qualidade:

5 estrelas (excelente)
4 estrelas (muito bom)
3 estrelas (bom)
Não estrelados

Informações completas: http://publicacoes.estadao.com.br/guia-da-faculdade/

Link conteúdo da Quero Educação: https://querobolsa.com.br/revista

Link do Guia da Faculdade: https://querobolsa.com.br/guia-da-faculdade

Post do ranking das Instituições: https://querobolsa.com.br/revista/novo-ranking-avalia-quase-12-mil-cursos-de-graduacao-no-brasil

 

323 visualizações

Compartilhar :