Médico recomenda manter a rotina de sono normal no isolamento por COVID-19 Supervisor Técnico do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Psicossomática da FCM/Santa Casa é entrevistado pela CNN/Brasil

Compartilhar :

Supervisor Técnico do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Psicossomática da FCM/Santa Casa, o médico Artur Zular, com formação em clínica médica, cardiologia e psicossomática, afirmou à CNN/Brasil, neste domingo (5/4/2020), que a rotina de sono deve ser mantida, apesar da mudança de hábitos provocada pelo isolamento motivado pelo coronavírus. “Eu recomendo muito intensamente que as pessoas não abandonem as rotinas em relação ao sono, que elas durmam e acordem na mesma hora”, orientou.

O motivo, segundo ele, é relógio biológico do corpo, definido pelo ciclo circadiano. “De manhã, lá pelas 7h, temos a liberação de um hormônio chamado cortisol, que nos deixa ativos e preparados para a vida”, explica. “Então, para diminuir os distúrbios do sono, é muito importante que as pessoas durmam no horário que estavam habituadas a dormir”, completa.

Para manter o bem-estar dentro de casa, o médico especializado em situações psicossomáticas diz que é preciso manter o respeito ao espaço do outro. “Todos nós temos um espaço de segurança, então temos que tomar cuidado para não violar isso.”

Segundo ele, o isolamento gera um estresse por conta da adaptação. “As pessoas confinadas geram, sim, estresse –que é o conjunto de reações que o organismo desenvolve ao ser submetido a uma situação que exija esforço de adaptação”, explica. “E todos, agora, estamos nos adaptando a uma realidade que temos a percepção que mudou as nossas vidas”, conclui.

Para além do sono e dos limites do convívio, Zular destaca que também é importante manter alguma rotina de atividades físicas –feitas em casa e com auxílio de ferramentas como internet e TV.

Acesse a reportagem completa aqui: https://www.cnnbrasil.com.br/saude/2020/04/05/medico-recomenda-manter-a-rotina-de-sono-normal-no-isolamento-por-covid-19

152 visualizações

Compartilhar :