Cefaleia e Impacto no Trabalho Leia texto publicado no Boletim da Associação Paulista de Medicina do Trabalho

Compartilhar :

A cefaleia, sensação de dor na cabeça, é um dos incômodos mais comuns sentidos pelas pessoas. Ao longo da vida, 90% dos homens e 95% das mulheres admitem ter sentido algum tipo de dor de cabeça, ao menos uma vez em um ano. Um problema enfrentado todos os meses por 76% das mulheres e 57% dos homens. Trata-se de um quadro de alta prevalência, com impactos sociais e econômicos de grandes proporções. Ela é uma das principais causas de absenteísmo ao trabalho no mundo, e os indivíduos que sofrem de cefaleia cronicamente são mais propensos aos transtornos de ansiedade e depressão. O tratamento desta patologia é, muitas vezes, desafiador e boa parte da população acaba usando analgésicos de forma abusiva, ficando dependente destas medicações que, de forma paradoxal, são combustíveis para que a dor se torne, progressivamente, mais frequente.

O texto completo (Leia aqui.) foi publicado originalmente no Boletim da Associação Paulista de Medicina do Trabalho (APMT).


Gostaria de mais informações sobre este assunto e outros relacionados à Medicina do Trabalho?

A Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo oferece o curso de especialização (pós-graduação lato sensu)  Medicina do Trabalho.

Acesse: http://fcmsantacasasp.edu.br/medicina-do-trabalho/

73 visualizações

Compartilhar :