Comunicado da Direção da FCMSCSP sobre Covid19 (001 – 13/3/2020) Direção da FCMSCSP criou um Comitê Interno de Acompanhamento do COVID-19

Compartilhar :

A Diretoria da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa (FCMSCSP), no melhor interesse de sua comunidade, criou um Comitê Permanente de Especialistas para o melhor enfrentamento do desafio da pandemia causada pelo Coronavírus.

Hoje, dia 13/3/2020, não está recomendado pelos órgãos de Saúde, fechar escolas, faculdades ou escritórios, mas esta e outras orientações podem ser modificadas a qualquer momento.

Para dar a celeridade que esse tema necessita, o comitê de especialistas agirá em tempo real, facilitando a tomada de decisões.

A nossa primeira recomendação já está em nosso site. Convido todos a tomarem conhecimento.

Prof. Dr. Irineu Massaia
Vice-diretor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo


COMUNICADO DIRETORIA – FCMSCSP 001/2020
13/03/2020

Ao Corpo Discente da Faculdade, Ao Corpo Docente e aos e aos funcionários administrativos

Frente a atual situação da pandemia de COVID -19, a direção da FCMSCSP decidiu criar um Comitê Interno de Acompanhamento do COVID-19. Esse comitê deverá reunir-se diariamente e propor medidas conforme a necessidade e de acordo com as evidências. Compõem este Comitê:

Prof. Dr. Luiz Antonio Rivetti

Profa Dra. Giselle Burlamaqui Klautau

Prof. Dr. Marco Aurélio Safadi

Prof. Dr. Irineu Massaia

Profa. Dra. Mariana Volpe

Profa. Dra. Adriana Maria da Silva Félix

Profa. Dra. Ione Guibu

Profa. Dra. Noemi Takiushi

Nesse momento da epidemia no Brasil NÃO está recomendado fechar escolas, faculdades ou escritórios. Esta orientação é dinâmica, podendo ser modificada em tempo real, conforme evolução da pandemia, particularmente nas cidades e estados em que a epidemia evoluir para transmissão comunitária (3ª fase epidemiológica).

Com base nas diretrizes epidemiológicas internacionais e nacionais, elaboramos as respostas para as perguntas mais frequentes, com apoio dos professores especialistas no assunto de todos os cursos, equipe da CCIH, infectologia (Adulto e Pediátrica) e serviço de epidemiologia:

O que é o coronavírus?

O coronavírus humano foi identificado pela primeira vez em meados da década de 1960. Atualmente, são conhecidos sete tipos diferentes de coronavírus humanos, quatro dos quais associados a quadros leves a moderados do trato respiratório superior, como o resfriado comum. Outros tipos do vírus incluem a síndrome respiratória aguda grave (SARS), a síndrome respiratória do Oriente Médio (MERS) e a doença de coronavírus (COVID-19), responsável pela atual pandemia. Apesar do COVID-19 ser semelhante aos outros tipos de coronavírus, ele é único em muitos aspectos e a cada dia aprendemos mais sobre ele.

Como posso adquirir o COVID-19?

As investigações sobre as formas de transmissão do COVID-19 ainda estão em andamento, mas a disseminação de pessoa para pessoa, ou seja, a contaminação por gotículas respiratórias ou contato, está ocorrendo.

Como posso saber se tenho COVID-19?

Se você foi recentemente exposto a um caso confirmado de COVID-19 ou esteve em um local onde ocorreu um surto nas últimas duas semanas (14 dias), os seguintes sintomas podem indicar que você contraiu o COVID-19: febre (37,8oC); tosse ou falta de ar. Nos indivíduos assintomáticos não está recomendada a coleta do exame.

Qual é a gravidade do COVID-19?

Com os dados disponíveis, aproximadamente 80% a 85% das pessoas com COVID-19 têm uma forma leve da doença com sintomas de gripe ou resfriado; 15% necessitam de internação hospitalar fora da UTI e 5% necessitam de suporte intensivo.  Merecem atenção os idosos e imunossuprimidos.

Eu vejo pessoas usando máscaras, devo usá-las também?

Não há recomendação do uso de máscaras entre pessoas que não apresentam sintomas de COVID-19. As máscaras devem ser usadas pelos profissionais de saúde durante a assistência aos pacientes e para os casos suspeitos.

O que posso fazer para me prevenir do COVID-19?

As dicas a seguir ajudam a prevenir o COVID-19 e outros vírus respiratórios:

  • Higienize as mãos frequentemente. Use água e sabão ou álcool 70% por pelo menos 20 segundos.
  • Não toque nos olhos, nariz ou boca, especialmente sem lavar as mãos.
  • Evite contato próximo* com pessoas que apresentem sintomas da doença.
  • Limpe e desinfete, com álcool 70%, objetos e superfícies frequentemente tocados.
  • Ao tossir ou espirrar, cubra o nariz e a boca com lenço descartável ou com o braço, e não com as mãos. Caso use o lenço, descarte no lixo e higienize as mãos em seguida.
  • Evite aglomerações.
  • Evite apertos de mão, abraços e beijos.

 Como é o tratamento do COVID-19?

Não existe tratamento específico. Indica-se repouso, hidratação e medidas para alívio dos sintomas (Ex.: antitérmicos, analgésicos).

 Como devo proceder se apresentar sintomas?

Com base nas diretrizes epidemiológicas internacionais e nacionais, recomendamos:

I. na presença de sintomas agudos de gripe (tosse, coriza, dor de garganta com ou sem febre) fique em casa. Caso apresente falta de ar, piora do estado geral ou se a febre não ceder com os antitérmicos procure um serviço de saúde.

Cuidados: repouso, hidratação, lavar as mãos frequentemente, utilizar lenços descartáveis ao espirrar e/ou tossir, utilizar máscara cirúrgica quando tiver que entrar em contato com algum outro morador.

II.  Não sair de forma nenhuma de casa, mantendo-se em isolamento por 14 dias se o resultado for positivo para COVID-19. Caso o resultado seja negativo, poderá retornar às atividades normais, se estiver bem clinicamente.

Quarentena: Os contatos, próximos ou domiciliares, deverão manter uma distância de pelo menos 2 metros do paciente. Se for comunicante de COVID-19 entre em contato com o Núcleo de Vigilância Hospitalar da FCMSCSP (vigilancia@fcmsantacasasp.edu.br ou 55 11 959877206/33677762) para definir se há necessidade de afastamento.

Se houver piora do estado geral ou se a febre não ceder com os antitérmicos ou se apresentar falta de ar, procurar imediatamente o serviço de saúde que você, em geral, procura.

III. Avisar prontamente a chefia imediata e o Núcleo de Vigilância Hospitalar da FCMSCSP por email (vigilancia@fcmsantacasasp.edu.br), descrevendo as seguintes informações: nome completo, função, número de matrícula. Em caso de aluno, informar o curso e a turma/semestre, a data de início dos sintomas, a descrição dos sintomas, se  teve contato com pessoa que retornou de viagem, de que lugar, se teve contato com pessoa suspeita de COVID-19 e qual o nome dessa pessoa e tipo de vínculo com ela, se colheu exame para pesquisa do vírus e onde foi a coleta e logo que receber o resultado favor comunicar a vigilância por email.

  1. Sua chefia irá orientar como proceder em relação ao período que você ficou ausente mediante a comunicação imediata e monitoramento do caso pelo serviço de vigilância.

* Contato próximo:

– cerca de 2 metros de um paciente suspeito ou confirmado por 15 minutos ou mais;

– conviver no mesmo ambiente com CASO SUSPEITO em ambiente de trabalho, sala de atendimento, aeronaves e outros meios de transporte, escola ou pré-escola;

– contato eventual (horas) com CASO CONFIRMADO;

– esse contato inclui: visitar ou compartilhar uma área ou sala de espera de assistência médica.

Contato domiciliar:

– contato íntimo;

– contato prolongado na residência de CASO CONFIRMADO, incluindo morar ou cuidar.

Importante!

Cuidado com as Fake News!

Antes de compartilhar qualquer informação, consulte o site do Ministério da Saúde (https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/coronavirus ), que possui informações confiáveis sobre o COVID-19.

São Paulo, 13 de março de 2020.

Diretoria da Faculdade

Acesse documento em PDF aqui.

5.035 visualizações

Compartilhar :