26/8/2020

Congresso online Nursing Now aborda o fortalecimento e protagonismo da Enfermagem no Brasil Evento da FCMSCSP faz parte de movimento global que marca os 200 anos do nascimento de Florence Nightingale

Compartilhar :

Nursing Now

O primeiro dia do Congresso Nursing Now, organizado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP), foi marcado por palestras que mostraram a relevância da Enfermagem para a saúde global e os impactos sociais positivos com a sua valorização.

O evento, realizado inteiramente a distância devido à pandemia de covid-19, foi aberto nesta quarta-feira, 26 de agosto, pelo professor José Eduardo Lutaif Dolci, diretor da FCMSCSP, que destacou o crescimento da Enfermagem durante o atual período de combate ao novo coronavírus.

Em seguida, Lívia Keismanas de Ávila, diretora do Curso de Enfermagem da Faculdade e integrante da comissão organizadora do evento, apresentou um panorama do movimento internacional Nursing Now. Lançada pelo Conselho Internacional de Enfermeiros e a Organização Mundial da Saúde (OMS), a ação celebra o Ano Internacional da Enfermagem, definido em 2020 por marcar dois séculos do nascimento da britânica Florence Nightingale, precursora da profissão nos moldes modernos.

Detalhes da iniciativa foram dados durante a primeira palestra do congresso, feita por Isabel Amélia Costa Mendes, professora titular sênior da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto (EERP) da USP e coordenadora do Grupo de Trabalho da Campanha Nursing Now Brasil. “Nossa profissão nasceu grandiosa e acredito que não será extinta como algumas outras. Somos herdeiros do legado de Florence Nightingale, que transformou as perspectivas de saúde do mundo. Precisamos reavivar este sentimento de pertencimento”, exortou a professora, inserindo o desenvolvimento da Enfermagem como ciência e suas práticas avançadas na linha de frente responsável pelas transformações dos cuidados em saúde.

Mendes ressaltou a importância da formação de líderes e do investimento contínuo em conhecimento, posição corroborada pela explanação de Adriana Katia Corrêa, professora associada do Departamento de Enfermagem Geral e Especializada da EERP/USP. A docente abordou a educação e do exercício da Enfermagem sob uma perspectiva crítica, valorizando as ciências humanas para uma formação que vá além da técnica, buscando o conhecimento ético e político necessário para entender o mundo e ocupar os espaços de poder visando defender a vida.

“Precisamos ter em vista nossa atuação dentro do contexto brasileiro”, afirmou Corrêa, apresentando dados socioeconômicos que revelaram a concentração de renda, escassez de empregos e baixa escolaridade, entre outras situações. “Estes indicadores representam vidas reais de pessoas que precisam da cobertura de saúde universal”, lembrou.

A Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn) marcou presença no congresso com a participação das professoras Cibelli Rizzo Cohrs (vice-presidente da ABEn-SP) e Vilanice Alves de Araújo Püschel (professora titular do Departamento de Enfermagem Médico-Cirúrgica da Escola de Enfermagem da USP. Houve ainda, no workshop BD, a apresentação, pela enfermeira Guadalupe Nascimento, de um novo cateter feminino que, por ser externo, ajuda a evitar infecções urinárias.

Veja imagens do primeiro dia (26/8) do evento aqui.

O congresso Nursing Now continua amanhã, dia 27 de agosto, a partir das 14 h.

80 visualizações

Vanessa Krunfli Haddad

Compartilhar :