12/03/21

Os desafios na adesão ao tratamento de pacientes com doenças crônicas Mudanças significativas exigem um novo perfil de profissional da saúde

O tratamento das doenças crônicas exige alterações na rotina de vida, como uso de medicamentos, mudanças de hábitos alimentares, prática de atividades físicas, entre outras. As doenças são tratadas pela equipe de saúde, porém administradas pelo próprio paciente e/ou cuidador.

Sabemos que só a informação não é o suficiente para produzir mudanças significativas de comportamento, e para alcançar a efetividade do tratamento um dos maiores desafios da equipe de saúde têm sido estimular a adesão do cliente ao tratamento. Nesse sentido, observa-se a necessidade de um novo perfil do profissional da saúde: colaborativo, empático e que valoriza a autonomia do cliente.

A Terapia Cognitivo-Comportamental tem se mostrado uma abordagem bastante efetiva nesse processo de engajamento, pois tem como princípios a relação terapêutica colaborativa e a participação ativa do cliente no tratamento.

A abordagem proporciona ao cliente identificar, avaliar e flexibilizar seus pensamentos e crenças disfuncionais, desenvolvendo uma perspectiva mais realista e adaptativa na busca por um estilo de vida saudável e funcional.

Para psicólogos e médicos com vivência em saúde mental que querem se especializar em oferecer um tratamento melhor para seus pacientes, a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa apresenta o curso de pós-graduação em Terapia Cognitivo Comportamental (TCC). As inscrições estão abertas até 3 de maio, com vagas limitadas. Saiba mais aqui e inscreva-se já.

 

Andrea Cristina Silva
Psicóloga Clínica, Terapeuta Cognitiva Certificada pela FBTC, Mestre em Ciência da Saúde pela FCMSCSP, Docente e Supervisora do Curso de Terapia Cognitivo-Comportamental com ênfase na saúde e na saúde mental.

181 visualizações