9/12/2019

Pesquisa enfoca taxa de mortalidade de câncer de pulmão e brônquios Artigo é publicado na revista Arquivos Médicos da FCM/Santa Casa

Compartilhar :

Pesquisa publicada na revista Arquivos Médicos dos Hospitais e da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo analisa dados que demonstraram que sexo, idade e localização residencial, associados a tabagismo, exposição ocupacional e poluição atmosférica; influenciaram a taxa de mortalidade de câncer de pulmão e brônquios no período 2005 a 2014. Assim, evidencia-se a necessidade de políticas de controle e/ou preservação contra os fatores predisponentes, como forma de diminuir a incidência da doença.

O artigo analisa o câncer de pulmão e brônquios de acordo com sexo, idade e localização no Município de São Paulo para facilitar desenvolvimento e implementação de políticas públicas de prevenção e combate à doença.

Foram analisados dados extraídos do Sistema de Informação de Mortalidade – SIM do DataSus, referentes a pacientes a partir de 0 anos de idade que faleceram em razão da doença no Município de São Paulo, no período de 2005 a 2014.

A mortalidade foi maior em pacientes do sexo masculino em todas as faixas etárias estudadas, mas especialmente maior entre aqueles acima dos 50 anos de idade. Quanto à localidade, nota-se um coeficiente de mortalidade maior nos distritos administrativos mais ricos de São Paulo. Conforme aumenta a renda da população, maior é o número de fumantes, pois são regiões que possuem mais recursos para financiar o hábito por tabaco

A íntegra do artigo, intitulado “Análise descritiva da mortalidade por câncer de pulmão no município de São Paulo de 2005 a 2014”, de Igor Bastos Polonio, Maria Josefa Penon Rujula, Gabriela Alves Loyo e Talita Carla Stratti Moreira, pode acessado gratuitamente em https://doi.org/10.26432/1809-3019.2017.62.3.126

166 visualizações

Compartilhar :