Psiquiatras e oftalmologistas pouco conhecem síndrome de Charles Bonnet Artigo é publicado na revista Arquivos Médicos da FCM/Santa Casa

Compartilhar :

Após análise da literatura, evidenciou-se que apesar de ter sido descrita pela primeira ver no século XVIII, a síndrome de Charles Bonnet, definida como a percepção de alucinações visuais complexas em pacientes idosos, com déficit visual significativo, tendo eles a percepção da natureza irreal de tais alucinações, é pouco conhecida.

Por isso, saber identificar pacientes com o possível quadro, torna-se tarefa importante na busca de ofertar aos mesmos, tratamento adequado. Essa é a conclusão de artigo publicado na revista Arquivos Médicos dos Hospitais e da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

O artigo tem justamente por finalidade esclarecer as características da síndrome de Charles Bonnet, em especial para os médicos psiquiatras e oftalmologistas, uma vez que tais especialistas tendem a se deparar mais com quadro clínico característico da síndrome.

O método consistiu em pesquisa bibliográfica. A busca de artigos de revisão, bem como relatos de casos foi realizada nos bancos de dados eletrônicos das bases da Latindex, SCIELO e Google Scholar.

Observou-se que, com prevalência baixa, a síndrome de Charles Bonnet é em muitos casos subdiagnosticada, tendo em vista que a patologia é pouco conhecida. Seu quadro clínico pode induzir o profissional da saúde a realizar um diagnóstico psiquiátrico errôneo.

Acrescente-se ainda que, uma vez diagnosticada, ofertar tratamento eficaz, que se baseia na correção do quadro oftalmológico, é de total importância para o sucesso terapêutico do paciente.

O artigo “A importância do conhecimento da Síndrome de Charles Bonnet pelo médico oftalmologista e psiquiatra”, de Luiz Guilherme de Moraes Matheus, Bernardo Kaplan Moscovici, Robson André Jr, Nayara Marques Zahr, Elis Marina Martinelli Guelfi, Karen Asano Paiva Magalhães e Carolina Pontes Lima, está acessível gratuitamente em https://doi.org/10.26432/1809-3019.2018.63.1.37

236 visualizações

Compartilhar :