Vem pra Santa

Vem pra Santa Virtual

Enquanto a pandemia causada pela COVID-19 impede uma visita física de futuros alunos e de seus pais a nossas instalações, estamos realizando conversas virtuais para grupos de escolas em que apresentamos a instituição. Agendamentos pelo e-mail: tiago.retamero@fcmsantacasasp.edu.br.

Vídeo Institucional da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

Depoimento do Prof. Dr. José Eduardo Lutaif Dolci, Diretor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

Depoimento do Prof. Dr. Irineu Massaia, Vice-Diretor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

Missão
Promover com excelência o ensino, a pesquisa, extensão e atenção à saúde, oferecendo à comunidade profissionais com formação científica, ética, humanística e responsabilidade social.

HISTÓRIA
Com a missão de promover o ensino, pesquisa, extensão e atenção à saúde, com excelência, oferecendo à comunidade profissionais com formação científica, ética, humanística e responsabilidade social, é que a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) teve sua história iniciada em 1884, nos altos de Arouche. Em 1912, foi apresentado à Provedoria da Irmandade um projeto que formalizava o ensino da ciência médica e, um ano depois, a instituição passou a oferecer ensino médio também na região.

MAIS DE 5 MIL MÉDICOS FORMADOS
Considerado o primeiro local a formar médicos e cirurgiões do Estado de São Paulo, o Hospital de Santa Casa passou a sediar, oficialmente, a partir de 1962, a FCMSCSP, cuja aula inaugural foi proferida em 24 de maio de 1963. Desde então, a instituição formou mais de cinco mil médicos, 500 mestres, 250 doutores e 30 livres-docentes. Hoje, cinco cursos são oferecidos pela Faculdade, que funciona em regime privado.

CÂMPUS
Câmpus Sede
Rua Doutor Cesário Motta Júnior, n º 61, 3º andar, Vila Buarque, São Paulo – SP
secretaria@fcmsantacasasp.edu.br
(11) 3367-7700/ 7837

CURSOS
Enfermagem
Fonoaudiologia
Medicina
Tecnologia em Radiologia
Tecnologia em Sistemas Biomédicos

INFRAESTRUTURA
A FCMSCSP é mantida pela Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho e conta com parte de seu campus localizado no Complexo Hospitalar da Irmandade de Misericórdia da Santa Casa de São Paulo, hospital-escola mantido pelo Sistema Único de Saúde (SUS), constituído por três unidades: Hospital Central, Hospital São Luís Gonzaga e Hospital Geriátrico e de Convalescentes D. Pedro II, além de Unidades Básicas de Saúde localizadas na Região Central da Cidade de São Paulo.

FORMAS DE INGRESSO
Vestibular: a seleção de candidatos para os cursos é feita através do vestibular da VUNESP.

Medicina

Depoimento do Prof. Dr. Adriano Namo Cury, Diretor do Curso de Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo

Duração do curso: 6 anos

Turno:
 Integral

Vagas:
 120

Mensalidade (Ano de referência: 2020)
R$ 7.461

A organização estrutural e didática do curso de Graduação em Medicina se baseia em um currículo inovador com Departamentos, onde as disciplinas afins são agrupadas para se otimizar o ensino, além de evitar excessos e gigantismos burocráticos-financeiros e com administração fundamentada na meritocracia e alternância de comando. Tal esquema inédito no Brasil em 1963 foi seguido pelas demais, após a Lei de Diretrizes e Bases da Educação de 1968. O currículo está voltado para a formação do médico generalista, humanista, visão crítica e reflexiva. A renovação do reconhecimento do curso de Medicina da FCMSCSP ocorreu pela Portaria SERES nº 675, de 15/10/2018,  publicada no Diário Oficial da União de 17/10/2018.

Segundo o Ranking Universitário da Folha de S. Paulo (RUF), o curso de Graduação em Medicina da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo é o primeiro entre as instituições privadas do Estado de São Paulo. Mais informações sobre o RUF 2018 aqui.

O curso recebeu quatro estrelas na avaliação de cursos superiores realizada pelo Guia do Estudante Profissões – Vestibular 2019.

Fundamentada nessa ideia geral didática, a Faculdade como um todo propõe a seguinte organização global:

1º e 2º SériesEstudo do Homem NormalEstudo do Homem como um ser Bio-Psico-Social, na sua forma, função e comportamento.
3º e 4º SériesEstudo da DoençaEstudo da Patologia e da Terapêutica ou das Doenças e de como elas são tratadas.
5º e 6º SériesEstudo do DoenteInternato, como uma atividade pré-profissional intensa na Santa Casa de São Paulo.

Ao final do Internato, nos dois últimos meses, o aluno do sexto ano faz Estágio Eletivo, escolhendo uma das áreas da Medicina (Cirurgia, Clínica, Pediatria ou Tocoginecologia) para reforçar sua formação. Ao término do curso de Graduação em Medicina, o médico diplomado pela Faculdade terá formação completa generalista, qualificado para o exercício da medicina e da atenção a saúde, com base no rigor científico, intelectual e pautado em princípios éticos rigorosos.

Capaz de conhecer e intervir, sobre problemas e situações de saúde e doença, mais prevalentes no perfil epidemiológico brasileiro, identificando as dimensões biopsicossociais dos seus agentes determinantes. Capacitado a atuar, com senso de responsabilidade social e compromisso com a cidadania, promovendo a saúde integral do ser humano.

Se o recém-formado optar pela especialização, poderá fazer Residência Médica no Hospital de Ensino da Santa Casa de São Paulo, ou em outros Hospitais, completando a sua formação profissional. Se tiver vocação acadêmica, poderá participar dos cursos de Pós-Graduação, nos níveis de Mestrado (Acadêmico e Profissional), Doutorado e/ou Pós-Doutorado, nas seguintes áreas de conhecimento:

  • Ciências da Saúde
  • Pesquisa em Cirurgia
  • Saúde Coletiva – Mestrado Profissional
  • Saúde da Comunicação Humana

Enfermagem

Entrevista com a Profa. Dra Livia Keismanas de Ávila, Diretora do Curso de Enfermagem da FCMSCSP

Duração: 8 semestres

Turno: Noturno

Vagas: 40 vagas

Mensalidade
Matutino – R$ 1.315 – Ano de referência: 2020
Noturno – R$ 895 – Ano de referência: 2020

O curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo iniciou suas atividades didático-pedagógicas em 26 de março de 2001. As bases do curso de Enfermagem estão fundamentadas no ser humano, tendo como foco a assistência, bem-estar, prevenção e promoção da saúde em diferentes âmbitos.

O curso obteve, em 2018, o Conceito 5 de reconhecimento pelo INEP (MEC), o que o coloca como referência nacional de excelência em termos de ensino, pesquisa e extensão.

O curso recebeu quatro estrelas na avaliação de cursos superiores realizada pelo Guia do Estudante Profissões – Vestibular 2019.

O curso conta com uma estrutura pedagógica alinhada às atuais transformações científicas e sociais, visando à formação de profissionais competentes para atuar no mercado de trabalho atual e encarar os desafios relacionados à saúde pública. Desde o início, o aluno passa por uma intensa vivência prática no complexo hospitalar da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, o que proporciona plenas condições de atuação e desenvolvimento das habilidades necessárias para exercer de forma ética e humana a profissão.

A Renovação do Reconhecimento do Curso de Enfermagem ocorreu pela Portaria SERES nº 01/2012, de 06/01/2012, publicada em 09/01/2012. Acesse aqui.

Avaliado com a Nota A pelo Conselho Nacional de Educação e autorizado pela Portaria nº 2.146/2000, de 22/12/ 2000, do Ministério da Educação, o curso apresenta seu projeto político-pedagógico dentro dos princípios que regem as Leis da Educação Nacional, enunciado no texto Constitucional – a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional No. 9394/96.

O curso, mantido pela Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, tem suas bases assentadas na sua concepção de Homem, Contexto, Enfermagem, Processo Saúde-Doença e Currículo, assim resumidos:

  • Homem: ser com capacidade de pensar, sentir, agir; sujeito da prática educativo-crítica, participante da experiência política/ideológica; pedagógica/estética e ética, no processo ensinar-aprender.
  • Contexto: lócus de realização do processo ensino-aprendizagem, de inserção precoce dos estudantes, com oportunidade de interação na, com e para a comunidade, pela criação de um vínculo que legitime a sua atuação.
  • Enfermagem: prática social, inserida no processo de trabalho em saúde, entendida como atividade adequada a um fim e que envolve objeto, agente e meios/instrumentos. Sua especificidade advém de seus meios/instrumentos de trabalho, ou seja, sua forma de intervenção na realidade, voltada à transformação dos perfis clínico-epidemiológicos.
  • Processo Saúde-Doença: espaço de atuação do profissional enfermeiro, determinado pelo trabalho e estilos de vida, demonstrados nos perfis clínicos-epidemiológicos.
  • Currículo: totalidade das situações de ensino-aprendizagem, planejadas e organizadas, que proporcionem experiências direcionadas para o alcance dos objetivos educacionais propostos.

O curso estabelece como seus objetivos

  • Desenvolver um curso voltado à formação de profissionais com competência técnico-científica e ético-político-social-educativa, na apropriação e criação do conhecimento;
  • Instituir um currículo, como instrumento básico de organização, que incorpore os valores e os princípios que norteiam a concepção Institucional de educação;
  • Possibilitar ao estudante o desenvolvimento da sua capacidade de compreender crítico/reflexivamente, a ampla gama de questões sociais, políticas, econômicas e científicas, que envolvem a atuação do profissional de Enfermagem;
  • Fornecer uma sólida base técnico-científica que implique no contato direto com os processos envolvidos na produção científica;
  • Assegurar uma formação científica que permeie todo o currículo, propiciando a iniciação científica na realização de investigações voltadas ao desenvolvimento e consolidação do conhecimento em Enfermagem;
  • Favorecer a discussão técnico-científica e ética que se reporte à formação de posturas e atitudes e que se faça presente durante todo o desenvolvimento do curso;
  • Considerar as transformações pelas quais a prática da Enfermagem passou, no país, e repensar a sua função social, reconfigurando-a frente às novas demandas de saúde.

Áreas de atuação

O profissional graduado em Enfermagem pode atuar em diversas áreas da saúde:

  • Assistencial: hospitais e resgate em emergências, Unidades Básicas de Saúde (UBS), creches e escolas, consultórios, empresas e atendimento domiciliar;
  • Gerenciamento: consultorias, assessorias, auditorias e equipes de enfermagem;
  • Ensino: nível médio, graduação e pós-graduação (especialização, mestrado e doutorado); e
  • Pesquisa: experimental, clínica, teórica, epidemiológica.

Fonoaudiologia

Depoimento da Profa. Dra. Marina Martins Pereira Padovani, Vice-Diretora do Curso de Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Duração: 4 anos

Turno: Matutino

Vagas: 50 vagas

Mensalidade: R$ 1.398 – Ano de referência: 2020

O curso de Graduação em Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo tem como propósito formar profissionais para prevenir, avaliar, diagnosticar e tratar os distúrbios da comunicação humana, além de aperfeiçoar os padrões de audição, voz, fala e linguagem, atuando interdisciplinariamente com médicos, odontólogos e psicólogos, no estabelecimento de diagnósticos e subsidiando tratamentos.

O curso recebeu quatro estrelas na avaliação de cursos superiores realizada pelo Guia do Estudante Profissões – Vestibular 2019

Com duração de quatro anos, o curso de Graduação em Fonoaudiologia teve seu processo de criação estudado e avaliado por Comissão nomeada pelo Ministério da Educação, recebendo conceito A. O curso foi autorizado pela Portaria 4.478 de 22/12/2005, D.O.U. de 23/12/2005 – Decreto Fed. 3.908/2001, com reconhecimento renovado pela Portaria Nº 135, de 1º de março de 2018.

Os alunos contam com uma Clínica de Fonoaudiologia específica para atendimento ao público em geral e têm contato com pacientes desde o primeiro ano do curso. O complexo hospitalar da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo dispõe, ainda, do Ambulatório de Distúrbios do Comportamento e Aprendizado, voltado para o diagnóstico, tratamento e encaminhamento de casos de distúrbios de aprendizagem.

O curso visa desenvolver o espírito científico no aluno por meio de modalidades de prática didático-pedagógica que incluam: Monitorias (Anatomia e Histologia, Neuroanatomofisiologia, Citologia e Embriologia), estágios em creches, escolas e Unidades Básicas de Saúde, onde serão desenvolvidos projetos de pesquisa, tendo por finalidade a interação com a Comunidade, criando atividades típicas de Extensão.

A Renovação do Reconhecimento do Curso de Fonoaudiologia ocorreu pela Portaria SERES nº 01/2012, de 06/01/2012, publicada em 09/01/2012. Acesse aqui.

O curso estabelece como seus objetivos

  • Preparar o graduando para assumir sua identidade profissional, com competência, de forma que o capacite a atuar nos diferentes cenários da prática profissional, além de:
  • Planejar e implementar programas de educação e promoção à saúde, considerando a especificidade dos diferentes grupos sociais e dos distintos processos da vida, saúde, trabalho e adoecimento;
  • Identificar e compreender a constituição do humano, as relações sociais, o psiquismo, a linguagem, a aprendizagem;
  • Ter acesso aos vários sistemas teóricos e conceituais envolvidos no campo da Fonoaudiologia, que compreende o estudo da linguagem (oral e escrita), fala, voz, audição e sistema sensório motor oral;
  • Avaliar, diagnosticar, prevenir e tratar os distúrbios que envolvem os processos de linguagem (oral e escrita), fala, voz, audição e sistema motor oral em todas as suas amplitudes e complexidades;
  • Desenvolver, participar e utilizar pesquisas ou outras produções de conhecimento, que objetivem a melhoria da prática profissional;
  • Participar dos movimentos de qualificação das práticas de saúde;
  • Ter os códigos políticos e normativos da profissão como baliza da sua prática.

Áreas de atuação

O profissional graduado em Fonoaudiologia pode atuar em variadas áreas:

– Ambiente hospitalar, escola, creche, Unidade Básica de Saúde (UBS), clínicas, empresas;

– Habilitação, reabilitação e aprimoramento da comunicação em todas as fases da vida: bebês, crianças, adolescentes, adultos e idosos;

Atuação em casos de síndrome de down, surdez, autismo, paralisia cerebral, gagueira, fissura palatina e avaliação do equilíbrio;

. Voz profissional em cantores e atores;

. Avaliação e intervenção dos distúrbios de linguagem de origem neurológica;

. Avaliação e intervenção dos distúrbios de aprendizagem e dislexia, distúrbios de linguagem, desenvolvimento da audição, avaliação e acompanhamento de bebês de risco.

Tecnologia em Radiologia

Depoimento de Homero José de Farias e Melo, Vice-Diretor dos Cursos Superiores de Tecnologia

https://youtu.be/vJvd85S854c

Duração do curso: 6 semestres

Turno:
 Noturno

Vagas:
 35

Mensalidade:
 R$ 479,00 – Ano de referência: 2020

O Curso de Graduação em Tecnologia em Radiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo tem como objetivo formar profissionais com habilidades para atuarem em serviços radiológicos de clínicas e hospitais, diretamente com equipes multiprofissionais e pacientes. Trata-se de um programa com duração de três anos, com apoio de toda a infraestrutura de um dos maiores complexos hospitalares públicos do país, a Santa Casa de São Paulo.

O curso para formação de tecnólogos em Radiologia leva em consideração as diretrizes curriculares sugeridas pelo parecer CNE/CES 436/2001 da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação, homologado em 5/4/2001 e publicado em 6/4/2001 no Diário Oficial da União.

Atuação (*)
O tecnólogo em Radiologia é responsável pela execução das técnicas:

  • radiológicas, no setor de diagnóstico;
  • radioterápicas, no setor de terapia;
  • radioisotópicas, no setor de radioisótopos.

Atua também no setor industrial e de medicina nuclear. O profissional pode ainda gerenciar os serviços e procedimentos radiológicos, atuando conforme as normas de biossegurança e radioproteção em clínicas de radiodiagnóstico, hospitais, policlínicas, laboratórios, indústrias, fabricantes e distribuidores de equipamentos hospitalares.

Ato de autorização do MEC

(*) Catálogo Nacional dos Cursos Superiores de Tecnologia do MEC (Ministério da Educação)

Portaria nº 651, de 29/6/2017 de Reconhecimento do Curso de de Radiologia (Tecnológico). Acesse aqui.

Tecnologia em Sistemas Biomédicos

Depoimento de Homero José de Farias e Melo, Vice-Diretor dos Cursos Superiores de Tecnologia

Duração do curso: 6 semestres

Turno: Noturno

Vagas: 35

Mensalidade: R$ 479,00 – Ano de referência: 2020

O Curso de Graduação em Tecnologia em Sistemas Biomédicos da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo tem como objetivo formar profissionais com habilidades para projetar e realizar a manutenção de aparelhos médico-hospitalares e desenvolver a aptidão para a prática de metodologia analítica e assessoria da administração no planejamento de laboratórios, tanto nas condições de instalação de equipamentos quanto na manutenção preventiva. Trata-se de um programa com duração de três anos, com apoio de toda a infraestrutura de um dos maiores complexos hospitalares públicos do país, a Santa Casa de São Paulo. Este curso para a formação de tecnólogos em Sistemas Biomédicos leva em consideração as diretrizes curriculares sugeridas pelo parecer CNE/CES 436/2001 da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação, homologado em 5/4/2001 e publicado em 6/4/2001 no Diário Oficial da União.

Atuação (*)

O tecnólogo em Sistemas Biomédicos é responsável por:

  • planejar, gerenciar, implantar e manter equipamentos clínicos e médico-hospitalares;
  • supervisionar e coordenar equipes de manutenção e otimização do uso de equipamentos eletromédicos;
  • assessorar a aquisição, executar a instalação, capacitar usuários de equipamentos e sistemas biomédicos;
  • participar de equipes de pesquisa aplicada.

Além disso, o tecnólogo em Sistemas Biomédicos pode implantar e controlar normas de segurança dos equipamentos nos serviços de saúde, atuando em hospitais, policlínicas, laboratórios, fabricantes e distribuidoras de equipamentos hospitalares.

Ato de autorização do MEC

(*) Catálogo Nacional dos Cursos Superiores de Tecnologia do MEC (Ministério da Educação)

Portaria nº 651, de 29/6/2017 de Reconhecimento do Curso de Sistemas Biomédicos. Acesse aqui.

Extensão Universitária: Programa Expedições Científicas e Assistenciais (PECA)

O Programa Expedições Científicas e Assistenciais (PECA) é um programa de extensão universitária da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP) que pretende estimular o compromisso com o atendimento integral à saúde do paciente e a responsabilidade social dos alunos dos cursos de Graduação em Medicina, Enfermagem e Fonoaudiologia da Instituição. Por meio de contato com a realidade socioeconômica e cultural da região visitada, os alunos têm a oportunidade de observar as influências dos fatores regionais e da organização familiar e social no universo do paciente.

Durante o PECA, os estudantes têm contato com o ambiente multidisciplinar de atendimento integral ao paciente, contando com a participação de diversos profissionais de saúde em busca do melhor atendimento possível à população local. Esse ambiente facilita a identificação dos agravos de saúde dos indivíduos, permitindo a orientação sobre condutas preventivas e até mesmo o tratamento de algumas doenças. Com essa forma de atendimento, estimula-se, também, o aprendizado dos estudantes de uma forma prática e dinâmica.

Os acadêmicos participantes cedem gentilmente uma semana de suas férias de janeiro para tornar o PECA uma realidade e passam previamente por um curso introdutório a fim de estarem preparados para a dinâmica dos atendimentos e ter conhecimento prévio das doenças mais prevalentes na região.

A cada expedição, todos os envolvidos nessa iniciativa retornam com novas experiências, conhecimentos e com a sensação de que mais uma vez o objetivo foi cumprido.

Informações: fernandaanbar@hotmail.com

Vídeo de Recepção aos Calouros