18/5/21

Hoje, 18 de maio, é o Dia da Luta Antimanicomial Junte-se aos profissionais de saúde e demais cidadãos brasileiros em defesa dessa causa

É direito das pessoas com problemas de saúde mental serem cuidadas pelos “meios menos invasivos possíveis” e “prioritariamente em serviços comunitários de saúde mental”, conforme a Lei da Reforma Psiquiátrica brasileira, nº 10.216/2001, que mudou o modelo da atenção à saúde mental no Brasil para que sejam garantidos direitos e o cuidado em liberdade.

O Curso de Pós-graduação em Enfermagem Psiquiátrica e Saúde Mental da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo parte dessa lei, ancorando-se na formação voltada para o trabalho na RAPS, em CAPS, UBSs, SRTs, UAs, e nos componentes da Portaria nº 3088/2011.

“A especialização significa nosso compromisso e esforço epistemológico em realizar as aulas na perspectiva racial, considerando o perfil da população brasileira”, explica a Profa. Me. Luciane Regio Martins, coordenadora do curso . “Assumimos uma postura ético-política antimanicomial antirracista, discutindo os determinantes sociais de saúde mental a partir do referencial da Reabilitação Psicossocial para a cidadania de direitos sociais”, completa a Profa. Me. Caroline Ballan, supervisora técnica dessa pós-graduação.

As professoras Luciane e Caroline convidam vocês, enfermeiros e enfermeiras, a tornarem-se especialistas em Enfermagem em Saúde Mental e, assim, colaborarem para manter aceso esse tão necessário legado, celebrado nesta terça-feira (18), Dia Nacional de Luta Antimanicomial.

Saiba mais sobre o curso aqui, que em breve abrirá inscrições para o segundo semestre de 2021.

Leia aqui a carta das professoras Luciane Regio Martins e Caroline Ballan com detalhes a respeito dessa luta.

108 visualizações